Publicidade

Notícias de saúde

Mulheres com apneia do sono sofrem mais disfunções sexuais, diz pesquisa

27 de agosto de 2009 (Bibliomed). Um estudo publicado este mês na revista científica Sleep and Breathing indica que a prevalência de disfunções sexuais é alta entre mulheres que sofrem de apneia obstrutiva do sono – condição marcada pela interrupção da respiração pela boca e/ou pelo nariz por alguns segundos, várias vezes durante o sono. De acordo com os autores, esses problemas respiratórios podem atrapalhar o desejo sexual feminino e alterar as respostas psicológicas e fisiológicas do corpo frente aos estímulos sexuais.

De acordo com os autores, "disfunções sexuais em pacientes do sexo masculino com apneia obstrutiva do sono são bem descritas, mas não em pacientes do sexo feminino". Para avaliar a prevalência de disfunções sexuais em mulheres com apneia, os pesquisadores do Baylor College of Medicine, nos EUA, testaram, em laboratório, 21 mulheres que sofriam de apneia obstrutiva do sono e 11 mulheres saudáveis – todas, na pós-menopausa.

As análises mostraram que, entre o grupo com apneia, mais de 52% das mulheres tiveram pontuação ruim no índice de função sexual feminina, enquanto, no grupo de mulheres sem problemas respiratórios, não houve participantes com um índice que indicava problemas. E esses resultados ocorriam independentemente de obesidade, gravidade da apneia ou distúrbios de humor.

"Em nosso estudo, descobrimos que a prevalência de disfunção sexual é alta entre mulheres com apneia obstrutiva do sono. Os médicos devem rotineiramente triar e avaliar as mulheres com apneia para disfunção sexual", concluíram os autores.

Fonte: Sleep and Breathing. 11 de agosto de 2009.

Copyright © 2009 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: