Publicidade

Notícias de saúde

Dormir com bebê na cama aumenta risco de morte por asfixia

CHICAGO (Reuters) - Dormir com o bebê na cama ou no sofá aumenta o risco de sufocação ou síndrome da morte súbita do recém-nascido, informaram pesquisadores dos Estados Unidos na terça-feira. As evidências, segundo eles, reforçam a recomendação de colocar os bebês para dormir de costas em um berço.

A análise de 119 mortes de crianças com menos de 2 anos na região de St. Louis entre 1994 e 1997 revelou que algumas mortes ocorreram porque os bebês ficaram presos embaixo do corpo de um adulto ou embaixo de cobertas.

Das 119 mortes, 88 foram atribuídas à síndrome da morte súbita do recém-nascido, conhecida como mal do berço, e 16 a sufocação. A causa de 15 mortes não foi determinada.

O mal do berço é responsável pela morte de 7.000 bebês nos Estados Unidos a cada ano. Sua causa ainda é desconhecida, no entanto, sua incidência vem sendo reduzida graças a uma campanha que aconselha os pais a colocar o bebê de costas e diminuir o número de peças no berço, como travesseiros e muitos lençóis, que podem fazer com que o bebê respire novamente o ar exalado.

Cerca de metade das 119 mortes ocorreu enquanto os bebês dormiam com uma ou mais pessoas, de acordo com o relatório da Escola de Medicina da Universidade Washington, em St. Louis, e Institutos Médicos Legais de St. Louis e do condado de St. Louis.

Algumas mortes envolviam adultos que caíram no sono com um bebê ou foram causadas porque o recém-nascido ficou preso entre as almofadas de um sofá.

"Apesar do diagnóstico, as recomendações de colocar o bebê deitado de costas em superfícies firmes que diminuem o risco de prendê-lo e encobrir sua cabeça têm o potencial de salvar muitas vidas", disse o pediatra James Kemp, da Universidade Washington.

"As campanhas são necessárias para ampliar a consciência dessas mensagens e dos riscos na hora de levar crianças para a cama", afirmou Kemp.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited. Reuters Limited shall not be liable for any errors or delays in the content, or for any actions taken in reliance thereon.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: