Publicidade

Notícias de saúde

Asma pode aumentar os riscos da gripe suína, alertam especialistas

29 de abril de 2009 (Bibliomed). Pessoas que têm asma ou outra doença respiratória apresentam maior risco de desenvolver as complicações da gripe suína, doença que aflige a população mexicana e têm se alastrado para outros países do mundo, segundo pneumologistas americanos.

“Assim como outros vírus influenza, esse vírus (H1N1) tipicamente ataca o trato respiratório. Então, se você tem uma condição respiratória crônica, como asma, o caso pode ficar pior, exacerbando sua asma”, explicou o médico Thomas B. Casale, vice-presidente executivo da Academia Americana de Alergia, Asma e Imunologia.

Por isso, os especialistas destacam a importância de as pessoas com problemas respiratórios estarem ainda mais atentas aos sintomas da gripe suína, mas sem entrarem em pânico. “Qualquer indivíduo exibindo os sinais da gripe suína deve chamar seu ou sua médica para discutir seus sintomas”.

Os sintomas da gripe suína – que tinha, até a noite de ontem, casos confirmados em nove países – incluem febre, letargia, falta de apetite e tosse. E algumas pessoas com a doença tiveram coriza, garganta seca, náusea, vômito e diarreia.

A descoberta dos sintomas mais cedo é fundamental para a eficácia do tratamento com drogas anti-virais. Segundo especialistas, esses medicamentos podem não funcionar se administrados mais de 48 horas depois da contaminação. E a expectativa é que uma vacina para uso humano contra a gripe suína esteja disponível em seis meses.

Fonte: American Academy of Allergy Asthma & Immunology. 27 de abril de 2009.

Copyright © 2009 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: