Publicidade

Notícias de saúde

Estudo associa consumo de café a um menor risco de Alzheimer

19 de janeiro de 2009 (Bibliomed). O consumo de café na meia-idade pode reduzir os riscos de desenvolver doença de Alzheimer e outras demências na velhice, segundo estudo finlandês e sueco publicado no Journal of Alzheimer's Disease.

Os pesquisadores da Universidade de Kuopio e do Instituto Karolinska avaliaram dados de mais de 1,4 mil pessoas com idades entre 65 e 79 anos que participaram de um projeto de pesquisa nas décadas de 70 e 80, e que foram re-examinados pelos pesquisadores no ano de 1998. E, em 21 anos de acompanhamento, foram registrados 61 casos de demência (48 de Alzheimer).

As análises indicaram que aqueles que tomavam café na meia-idade tinham menor risco de demência e Alzheimer mais tarde, comparados com aqueles que não consumiam a bebida. O menor risco – 65% menos chances de desenvolver a doença – foi observado entre aqueles que consumiam entre três e cinco xícaras de café por dia. Por sua vez, o consumo de chá era relativamente incomum entre os participantes e não foi associado a demências.

“Considerando o grande consumo de café globalmente, os resultados podem ter importantes implicações para a prevenção ou o atraso do início da demência e doença de Alzheimer”, destacam os autores. Porém eles defendem que mais estudos são necessários para confirmar os resultados e a utilidade de uma intervenção nutricional contra essas doenças; e para descobrir os mecanismos responsáveis pelo efeito, com objetivo de desenvolver novas terapias contra doenças neurodegenerativas.

Fonte: Journal of Alzheimer's Disease. Janeiro de 2009.

Copyright © 2009 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: