Publicidade

Notícias de saúde

Casamento ruim pode atrapalhar recuperação de mulheres com câncer de mama

10 de dezembro de 2008 (Bibliomed). Mulheres com câncer de mama que têm uma relação ruim com o marido podem enfrentar maior dificuldade na recuperação do que as outras mulheres, segundo estudo da Universidade do Estado de Ohio, nos EUA. Os resultados indicaram que pacientes com piores casamentos apresentam maiores níveis de estresse, menores níveis de atividades físicas, recuperação mais lenta e mais sintomas e sinais da doença do que aquelas com “bons” casamentos.

“A qualidade do relacionamento marital pode não ser a primeira coisa que a mulher se preocupa quando recebem o diagnóstico de câncer, mas ele pode ter um impacto significativo em como elas encaram (a doença) fisicamente e emocionalmente”, destacou o psicólogo Hae-Chung Yang, co-autor do estudo.

Avaliando 100 mulheres casadas que participaram de um projeto da universidade, os pesquisadores descobriram que aquelas com relacionamentos menos estressantes apresentavam vantagens na recuperação da doença nos cinco anos de acompanhamento. E isso ocorria levando-se em conta os níveis de depressão das pacientes, o estágio do câncer e o tipo de tratamento.

As mulheres de ambos os grupos – aquelas com relacionamentos estressantes (28) e aquelas com um casamento mais tranqüilo (72) – apresentavam os mesmos níveis altos de estresse relacionado ao câncer no início do estudo. “Mas as mulheres em bons casamentos apresentaram constantes reduções no seu estresse relacionado ao câncer, enquanto aquelas com casamentos estressantes tiveram uma recuperação muito mais lenta”, explicaram.

Além disso, as mulheres com casamentos mais sólidos apresentaram melhores hábitos alimentares durante o estudo; mantinham, por mais tempo, níveis adequados de atividades físicas; apresentavam menos sintomas e sinais da doença, e tinham uma recuperação geral mais rápida do que aquelas com relacionamentos mais conturbados.

Os pesquisadores concluíram que o relacionamento, na maioria das vezes, não muda com o diagnóstico de câncer, mas ele pode afetar a recuperação de maneira significativa. “Claramente o estresse marital é um fator de risco para numerosos resultados, e nunca é tarde para trabalhar a melhora de seu casamento, não apenas para seu bem-estar emocional, mas também para sua saúde”, disseram os especialistas.

Fonte: EurekAlert. Public release. 08 de dezembro de 2008.

Copyright © 2008 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: