Publicidade

Notícias de saúde

Cientistas desenvolvem vacina para pacientes com diabetes tipo 1

15 de outubro de 2008 (Bibliomed). Pesquisadores suecos estão desenvolvendo uma vacina que pode ajudar pessoas com diabetes tipo 1. Segundo os especialistas, a vacina pode, sem efeitos colaterais, mudar a forma de resposta do sistema imunológico em pessoas com a doença, mantendo a secreção de insulina, “que é extremamente importante para crianças e adolescentes diabéticos”.

O diabetes tipo 1 é tido como uma doença auto-imune, ou seja, quando o sistema imunológico, que deveria defender o organismo, ataca seus próprios órgão e tecidos. No caso do diabetes, as células que produzem a insulina são mortas pelas respostas imunológicas, levando o corpo a uma deficiência do hormônio, importante no metabolismo de carboidratos e açúcar. E sua falta pode levar a danos nos rins, olhos, coração, nervos, e até à morte.

Pesquisas anteriores usaram drogas para suprimir o sistema imunológico, como as utilizadas em transplantes ou no tratamento de câncer, e tiveram algum sucesso. Mas, segundo os especialistas, muitas dessas drogas causavam graves efeitos adversos tóxicos, incluindo danos renais.

A nova vacina em desenvolvimento pelos especialistas do Linkoping University Hospital, na Suécia, por outro lado, age apenas na resposta inflamatória, sem tentar bloquear todo o sistema imunológico. Ela é feita de uma proteína chamada GAD, normalmente encontrada no cérebro e em algumas células do pâncreas, e que, em pessoas com diabetes, incita tipo respostas alérgicas.

Testes

Para avaliar a ação da vacina, os pesquisadores realizaram testes com 70 crianças com idades entre 10 e 18 anos diagnosticadas com diabetes tipo 1 há menos de 18 meses do inicio do estudo. A vacina foi dada à metade deles no primeiro e no 30º dia, enquanto a outra metade recebeu placebo.

E, no final do estudo, a necessidade de insulina não mudou, mas, naqueles diagnosticados mais recentemente, houve evidências de que o grupo tratado reteve mais a atividade do pâncreas. E, segundo os autores, esse resultado é importante, pois a permanência da função do pâncreas de produtor de insulina reduz os riscos de complicações da doença. 

Embora os benefícios terapêuticos ainda sejam pequenos, os pesquisadores estão animados, pois a vacina mostrou bons resultados sem causar efeitos colaterais. Por isso, mais estudos clínicos estão sendo realizados.

Fonte:HealthDay. 08 de outubro de 2008.

Copyright © 2008 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: