Publicidade

Notícias de saúde

Alargamento da próstata é comum com a idade, mas homens devem ficar atentos

09 de setembro de 2008 (Bibliomed). Com mais de 60 anos de idade, a maioria dos homens apresentam alargamento da próstata que, felizmente, não causa problemas para todos os homens. Porém, os especialistas recomendam que os idosos estejam atentos a sintomas como maior freqüência na urinação, dores e esvaziamento incompleto da bexiga, que podem indicar problemas mais graves na próstata.

Em artigo publicado, este mês, no jornal americano “The Herald News”, o urologista Michael Milani, do Adventist Bolingbrook Hospital, destaca que, com mais de 80 anos, 90% dos homens terão a próstata alargada – hiperplasia benigna da próstata.

E, na presença de alguns sintomas, é recomendado que essas pessoas procurem um especialista, para saber se o alargamento é o responsável pelos problemas urinários, ou se eles são causados por apnéia do sono, diabetes, medicamentos, doença de Parkinson ou esclerose múltipla.

Os sintomas de problemas com a próstata incluem: esvaziamento incompleto da bexiga; maior freqüência de urinação; problemas intermitentes de começar e parar durante a micção; dificuldade em segurar a necessidade de urinar; fluxo urinário fraco; necessidade de força para urinar; urinação freqüente durante a noite; incontinência; dor; e sangue na urina.

Para o diagnóstico, os médicos abordam o histórico do paciente seguido de exame físico completo, inclusive com toque retal e análise da urina. Uma vez diagnosticado, as opções de tratamento são muitas, variando da simples observação e mudanças no estilo de vida, até o tratamento medicamentoso e cirurgia (particularmente para pacientes com pedras na bexiga ou alargamento severo da próstata).

De forma geral, para os pacientes com hiperplasia prostática, o urologista recomenda evitar álcool e cafeína, principalmente após o jantar; não consumir muito líquido de uma vez só, dividindo o consumo de líquidos durante todo o dia, mas evitando o consumo duas horas antes de dormir; e evitar tomar medicamentos sem prescrição médica que contêm descongestionantes e antiestamínicos, pois eles podem aumentar os sintomas.

Fonte: The Herald News. 03 de setembro de 2008.

Copyright © 2008 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: