Publicidade

Notícias de saúde

Estudo traz esperança no combate ao câncer de mama em mulheres jovens

16 de julho de 2008 (Bibliomed). Um estudo da Universidade Duke, nos Estados Unidos, pode trazer esperanças para o tratamento do câncer de mama em mulheres mais jovens, quando a doença tende a ser mais agressiva e menos tratável. Avaliando amostras de cerca de 800 tumores de mulheres em cinco países de três continentes, os cientistas podem ter descoberto uma possível razão para esses tumores serem mais agressivos em mulheres jovens.

Com as análises, eles encontraram mais de 350 grupos de genes que são ativos apenas em tumores encontrados em mulheres com menos de 45 anos de idade. Além disso, não foram encontrados os mesmos genes ativos nas amostras de tumores da mama de mulheres com mais de 65 anos de idade.

"Os tumores da mama que crescem em mulheres mais jovens compartilham uma biologia comum, e essa descoberta é verdadeiramente notável", disse a oncologista Kimberly Blackwell, líder do estudo.

Baseados nesses resultados, os pesquisadores já desenvolveram compostos que agem nos mecanismos de expressão de alguns desses genes ativados encontrados nos tumores de mulheres mais jovens. E, segundo os autores, muitos desses compostos podem ser promissores no combate ao câncer.

"Identificar essas características distintas pode ser o primeiro passo no desenvolvimento de tratamentos mais eficazes para essas pacientes mais jovens", destacou a oncologista.

Fonte: Journal of Clinical Oncology, Vol. 26, N 20. 10 de julho de 2008.

Copyright © 2008 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: