Publicidade

Notícias de saúde

Mães de Doadores de Órgãos Ajudam a Aumentar Oferta

NOVA YORK (Reuters Health) - Dar suporte emocional individual a famílias que enfrentam a morte de uma pessoa amada parece ser uma maneira efetiva de aumentar o nível de doações de órgãos.

Um programa norte-americano único, do Albany Medical College, em Nova York, onde duplas de mães de doadores de órgãos ajudam famílias que estão enfrentando uma perda similar, registra um taxa de autorização para doações sem precedentes.

Nacionalmente, apenas cerca de metade das famílias que poderiam doar os órgãos de uma pessoa amada para transplante o faz de fato. Entretanto, o programa do Albany College, relata que 91 por cento das famílias que receberam assistência das mães de doadores voluntárias também consentiram na adoção.

"Nenhum lugar no país tem visto uma população com uma taxa de 90 por cento de doação de órgãos", declarou Frank Taft do Center for Donation and Transplant (Centro para Doação e Transplante) do Albany Medical College.

As descobertas do programa foram apresentadas, nesta semana, no Congresso Internacional da Sociedade de Transplantes em Roma, Itália.

O programa de apoio chamado Esquadrão MOD (Mães de Doadores) treina voluntárias para dar conforto, informação e assistência a outras famílias cujas filhos estão próximos da morte.

As mães não pedem às famílias para doar os órgãos dos seus filhos, isso é feito pelo coordenador do Centro para Doação e Transplante.

"As famílias nesta situação precisam alguém para reafirmar o que aconteceu e o que vai acontecer de uma forma muito reconfortante e positiva. As mulheres tiveram o mesmo tipo de perda que é a maior que um pai pode enfrentar. Elas realmente acreditam na doação de órgãos e sabem o bem-estar que a doação pode dar a uma família", explicou Taft.

Desde que o programa Esquadrão MOD começou em outubro de 1997, as voluntárias ajudaram 36 famílias que na maioria teve filhos severamente doentes ou feridos. A idade da maioria dos doadores variou entre 7 dias e 30 anos, mas famílias de vários doadores mais velhos também participaram do programa.

"Acreditamos que a taxa de autorizações foi tão alta por causa do apoio emocional e do apoio fornecido pelas voluntárias às famílias que necessitavam", declarou Taft.

Para o pesquisador, a experiência das mães voluntárias permite que sejam mais sensíveis às necessidades das famílias que estão ajudando.

Taft acredita que se programas semelhantes fossem iniciados em todo o país, poderiam ter um impacto significativo nas vidas de mais de 70 mil pessoas que atualmente esperam por transplantes.

"A cada 14 minutos outro nome é incluído na lista de espera para transplante. Temos procurado por algo que aumente o número de doadores de órgãos e talvez seja isto", disse Taft.

O programa do Esquadrão MOD recebeu uma permissão federal para estender o programa para outras áreas ao norte do Estado de Nova York e para desenvolver materiais para ajudar outros programas similares a começar. O programa será expandido para Syracuse, Rochester e Buffalo.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited. Reuters Limited shall not be liable for any errors or delays in the content, or for any actions taken in reliance thereon.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: