Publicidade

Notícias de saúde

Toxina botulínica pode causar vários efeitos adversos

09 de abril de 2007 (Bibliomed). A toxina botulínica é utilizada na dermatologia e neurologia, uma vez que é capaz de interferir na condução do impulso nervoso do neurônio, para as células musculares. Isto produz um relaxamento muscular, útil em doentes portadores de transtornos neurológicos, que cursam com espasticidade e contrações musculares involuntárias. Na dermatologia, a toxina botulínica aplicada localmente na pele, é capaz de diminuir a formação das rugas faciais de expressão.

Como se trata de um medicamento relativamente recente, uma vez que tem apenas duas décadas de uso, o perfil de efeitos adversos, associados ao uso da toxina botulínica, ainda é pouco conhecido, conforme afirmam um grupo de pesquisadores norte americanos, que escreveram um estudo na revista Seminars in Cutaneous Medicine and Surgery, em Março de 2007.

A reação transitória, relacionada ao uso da toxina botulínica tópica na pele, é principalmente a dor no sítio de injeção, geralmente de leve intensidade. As reações mais raras e graves, relacionadas com o medicamento são dores de cabeça, enjôo, queda da pálpebra, assimetrias faciais e déficits motores, decorrentes da inibição da contração muscular.

Os autores ressaltam que, felizmente, mesmo as reações mais raras costumam reverter completamente com a suspensão do uso da toxina botulínica, sem deixar nenhum tipo de seqüela. Mais estudos devem ser realizados, a fim de definir o perfil de segurança da toxina botulínica, porém, até então, o medicamento se mostrou seguro quando adequadamente indicado e utilizado.

Fonte: Seminars in Cutaneous Medicine and Surgery 2007; 26 (1): 29 – 33 (March).

Copyright © 2007 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: