Publicidade

Notícias de saúde

Dor genital pode afetar a qualidade de vida das mulheres

23 de março de 2007 (Bibliomed). A presença de dor na região genital apresenta um grande número de causas, merecendo sempre investigação pormenorizada, no intuito de se excluir tumores malignos e infecções graves. As mulheres que freqüentemente apresentam dor durante o intercurso sexual, bem como em outros momentos, devem procurar seu ginecologista a fim de serem mais bem avaliadas.

Um grupo de pesquisadores norte americanos escreveu um estudo na revista AJOG (American Journal of Obstetrics & Gynecology), em Fevereiro de 2007, no qual procuraram avaliar o número de mulheres, que apresentam quadro freqüente de dor genital e avaliar seus impactos na sua qualidade de vida. Foram entrevistadas 2.127 mulheres durante o período do estudo.

Os resultados divulgados demonstraram que 3,8% das mulheres apresentaram dor genital, durante algum período, nos últimos seis meses. Além disso, 9,9% das entrevistadas revelaram já ter sofrido de dor genital alguma vez durante sua vida. Quase metade das mulheres afirmou que a dor genital interfere negativamente na sua atividade sexual, enquanto 27% relataram mudanças no seu estilo e qualidade de vida, decorrentes da sensação de dor.

Os eventos mais associados à dor genital, nas entrevistadas, foram a infecção urinária, infecções genitais prévias, síndrome da fadiga crônica, fibromialgia, depressão e síndrome do intestino irritável.

Assim, os autores concluem que a dor genital crônica relaciona-se com significativa piora na qualidade de vida das mulheres. Deve, portanto, ser adequadamente investigada e tratada.

Fonte: Am J Obstet Gynecol 2007; 196 (2): 128.e1 - 128.e6 (February).

Copyright © 2007 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: