Publicidade

Notícias de saúde

Britânicos Vivem Mais, Mas Ficam Mais Doentes

LONDRES (Reuters) - A população britânica vive mais hoje do que no passado, mas passa proporcionalmente mais tempo doente, mostraram dados divulgados pelo governo na quinta-feira.

"A expectativa de vida saudável não aumentou tanto quanto a expectativa de vida. O resultado é que um número maior de homens e mulheres vive mais anos em um precário estado de saúde ou com uma doença crônica limitadora", disse um relatório trimestral da Agência de Estatísticas Nacionais.

Os dados mostraram que a expectativa de vida e a expectativa de vida com saúde aumentaram entre 1981 e 1995.

Para os homens, a expectativa de vida subiu de 70,9 anos para 74,2 entre 81 e 95, mas a quantidade de anos que um jovem pode esperar viver com boa saúde cresceu menos: de 64,4 anos para 66,4.

Para as mulheres, a expectativa de vida aumentou quase três anos no mesmo período, de 76,8 anos para 79,4. Mas a expectativa de vida com saúde subiu apenas dois anos, de 66,7 anos para 68,7.

Apesar de entre as mulheres a expectativa de vida ser maior do que entre os homens, o estudo afirmou: "As mulheres estão sujeitas a passar um número maior de seus anos finais de vida com problemas de saúde ou sofrendo de uma doença crônica."

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited. Reuters Limited shall not be liable for any errors or delays in the content, or for any actions taken in reliance thereon.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: