Publicidade

Notícias de saúde

Bush acusado de pressionar países para deixar de produzir medicamentos genéricos

28 de julho de 2004 (Bibliomed).  Os Estados Unidos estão sendo acusados de pressionar países em desenvolvimento para deixar de produzir medicamentos contra AIDS baratos, genéricos, e adotar o uso de medicamentos mais caros, de marca.

O economista laureado com o prêmio Nobel, Joseph Stiglitz, criticou o governo de Washington por se curvar à pressão da indústria farmacêutica de seguir uma política que poderia impedir que milhões de pacientes com AIDS de países pobres de adquirir os medicamentos anti-retrovirais, que necessitam para se manter vivos.

Funcionários dos EUA negaram que a política de comércio do país estivesse impedindo a luta contra a AIDS, citando regras de comércio internacionais que permitem uma certa flexibilidade de regras quando países pobres enfrentam uma crise de saúde.

De aproximadamente 38 milhões de pessoas infectados globalmente com o HIV, menos de 10% têm acesso a medicamentos anti-retrovirais, e uma boa parte delas estão em países ricos, desenvolvidos.

A informação foi divulgada na revista médica British Medical Journal no último final de semana.

Fonte: British Medical Journal 2004;329:192 (24 July)

Copyright © 2004 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: