Publicidade

Notícias de saúde

Governo Britânico Deve Apoiar "clonagem terapêutica"

Por Bill Rosato

LONDRES (Reuters) - O debate sobre o que é certo e errado em relação à clonagem deve se intensificar na quarta-feira, quando o ministro da Saúde britânico, Liam Donaldson, divulgar um relatório sobre a ética da pesquisa em clonagem.

Em seu relatório, intitulado "Pesquisa com Células-Tronco: Progresso Médico com Responsabilidade", Donaldson deve afirmar seu apoio para a expansão da pesquisa de "clonagem terapêutica", opondo-se à "clonagem reprodutiva".

A clonagem terapêutica envolve retirar o material genético, criar um embrião fora dele e utilizar as células embrionárias para formar novos tecidos que podem ser idênticos aos tecidos do próprio paciente, o que afasta o risco de rejeição do tecido.

Já a clonagem reprodutiva busca criar indivíduos geneticamente idênticos da mesma forma que cientistas criaram a ovelha Dolly em 1997, por meio da manipulação de células adultas.

Segundo a Associação Médica Britânica (BMA), a oposição à clonagem reprodutiva é uma "resposta corajosa". "A BMA não apóia a clonagem reprodutiva, (mas) gostaria de acompanhar o debate racional sobre o assunto para garantir que as políticas públicas nesta esfera possam ser apoiadas pela força do argumento e não somente pela força da opinião", disse a BMA.

Com a clonagem terapêutica, a BMA garantiu que as técnicas têm o potencial de beneficiar um grande número de pessoas e fez um apelo pela continuação de pesquisas.

Esse tipo de clonagem, no entanto, vem sendo criticado pois, embora ela não contrarie as noções de individualidade e dignidade humanas, baseia-se na pesquisa com células-tronco embrionárias.

"O objetivo da clonagem embrionária é fornecer células-tronco para desenvolver a complicada tecnologia de programar estes 'blocos de construção' básicos em tecidos e órgãos para o tratamento de pessoas nascidas", disse a entidade filantrópica Life.

"Entretanto, a remoção destas células mata os seres humanos a partir dos quais elas foram retiradas. A clonagem terapêutica significa matança. Este é o neocanibalismo", afirmou a Life.

Entidades filantrópicas como a Life querem acompanhar mais trabalhos que demonstrem que células-tronco adultas, em vez das embrionárias, podem ser usadas para desenvolver tecidos e órgãos.

Em 1990, o Parlamento concordou que pesquisas com embriões poderiam ser permitidas até 14 dias após a fertilização para tratar infertilidade e para evitar incapacidade em crianças.

A BMA e outros grupos científicos querem ver a lista de propostas aceitáveis acrescida para incluir o desenvolvimento de tecido para transplantes e outros propósitos.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited. Reuters Limited shall not be liable for any errors or delays in the content, or for any actions taken in reliance thereon.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: