Publicidade

Notícias de saúde

Rejeição social e dor física estão intimamente relacionadas

10 de Outubro de 2003 (Bibliomed). A rejeição social e a dor física estão intimamente relacionadas, e são sentidas na mesma área do cérebro e com igual intensidade. Isso é o que afirmam investigadores que mediram as reações das células cerebrais (neurônios) de pessoas que se sentiram excluídas num jogo eletrônico. O novo estudo foi publicado no último número da revista Science.

Pesquisadores da Universidade da Califórnia analisaram imagens cerebrais de pessoas levadas a concluir que, ao jogarem futebol de computador, estavam sendo propositalmente excluídas e impedidas de jogar pelos outros jogadores. O choque e a angústia causadas por essa rejeição foram registrados na mesma parte do cérebro que também responde à dor física – o córtex cingulato anterior.

Segundo os autores, “há qualquer coisa na exclusão pelos outros que é apreendida como sendo tão nociva à nossa sobrevivência como algo que nos fere fisicamente, e o nosso corpo entende isso automaticamente”.

O estudo considera que a tendência para sentir a rejeição como uma dor aguda pode ter-se desenvolvido nos seres humanos como um mecanismo defensivo da espécie; daí a necessidade dos seres humanos se sentirem como parte de um grupo social, e o fato de que a exclusão social, seja de que tipo dor – a separação de um casal, não ser convidado para uma festa ou evento, ser excluído em um grupo de trabalho, levar uma tampa – que acarreta uma resposta no córtex cingulato anterior.

Copyright © 2003 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: