Publicidade

Notícias de saúde

Descongestionantes e remédios comuns para a gripe e alergia ligados à ocorrência de derrames cerebrais

16 de julho de 2003 (Bibliomed) - Os ingredientes ativos presentes em alguns dos medicamentos mais comuns para tosse, resfriados e alergia estão sendo ligados a um risco aumentado de derrame cerebral. Investigadores no México avaliaram 2.500 pacientes que apresentaram derrames cerebrais e concluíram que em 22 casos os derrames foram causados pelo uso de medicamentos comuns, contendo efedrina, pseudoefedrina, ou fenilpropanolamina. Este novo estudo foi publicado no número de Julho da revista Stroke. Mais da metade dos 22 pacientes tinha menos de 40 anos na ocasião da ocorrência do derrame cerebral. Um terço dos pacientes tomou os medicamentos menos de 1 hora antes da ocorrência do derrame cerebral.

É a segunda vez que a fenilpropanolamina é implicada na origem de derrames cerebrais. No ano 2000 o Food and Drug Administration dos Estados Unidos ordenou a suspensão da venda de produtos que continham este composto. A ação do FDA foi tomada logo após um estudo da Universidade de Yale avaliando o uso da fenilpropanolamina em medicamentos inibidores de apetite, para a tosse e para resfriados; este estudo de Yale confirmou a relação da fenilpropanolamina com derrames cerebrais em mulheres jovens e de meia-idade, e que eram aparentemente saudáveis antes do uso destes medicamentos.

Em resposta ao pedido do FDA, a fenilpropanolamina foi retirada da composição de medicamentos para alergia, tosse e resfriados, e que não necessitavam de receita médica, nos Estados Unidos. Muitos medicamentos, entretanto, ainda contém a efedrina e a pseudoefedrina.

No Brasil, no dia 8 de novembro de 2000, a ANVISA - Agência Nacional de Vigilância Sanitária aprovou a resolução que suspendeu a fabricação, a distribuição, a comercialização/venda e a dispensação dos medicamentos que continham em sua fórmula, isolada ou associada, a substância fenilpropanolamina e seus sais. Já a efedrina e a pseudoefedrina continuam a ser comercializadas em inúmeros medicamentos brasileiros, assim como nos Estados Unidos.

Copyright © 2003 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: