Publicidade

Notícias de saúde

Pesquisa testa ação antiinflamatória de ômega-3

06 de Maio de 2003 (Bibliomed). A ação antiinflamatória dos ácidos graxos poliinsaturados ômega-3 (um tipo de gordura benéfica ao organismo humano) está sendo estudada em processos degenerativos como a artrite reumática e em quadros inflamatórios resultantes de atividades físicas intensas, em substituição aos medicamentos tradicionais que muitas vezes provocam efeitos colaterais indesejados.

Pesquisadores do Departamento de Alimentos e Nutrição da Faculdade de Engenharia de Alimentos da Unicamp estão fazendo testes com ratos a partir da administração de uma suplementação dietética contendo uma associação dos ômega-3 com a vitamina E (antioxidante que combate os radicais livres – moléculas que contribuem, por exemplo, para o envelhecimento). Posteriormente, os animais são submetidos a esforços físicos em uma esteira e em um tanque com água para natação.

Os especialistas avaliam a eficácia dos ômega-3 na redução ou prevenção da lesão através da análise de compostos químicos e bioquímicos que são gerados pelo organismo quando ocorre uma inflação. “Quando os compostos aparecem em maiores quantidades, é sinal que a lesão se instalou. Se eles são identificados em menores quantidades, é sinal que os ômega-3 funcionaram”, explicou o coordenador da pesquisa, Admar Costa de Oliveira. O estudo – que é objeto de uma tese de doutorado financiada em parte pela Universidade do Oeste Paulista (Unioeste) – deverá estar concluído em um ano.

A equipe liderada por Oliveira está conduzindo uma outra pesquisa relacionada aos ômega-3 para verificar como é a ação dos ácidos graxos no organismo sem o auxílio da vitamina E. O trabalho é objeto de uma tese de doutorado, que deverá ser defendida em um mês.

Os ômega-3 podem ser encontrados nos alimentos, mas em quantidade menor do que a presente na suplementação dietética usada nos testes laboratoriais. Embora seja essencial para a saúde, esse tipo de gordura não é produzido pelo organismo humano. Ele está presente principalmente nos peixes marinhos de águas frias (salmão, atum, arenque, bacalhau) e em menores concentrações em peixes de água doce.

Copyright © 2003 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: