Publicidade

Notícias de saúde

Noite mal dormida afeta apetite sexual, diz estudo

10 de Outubro de 2002 (Bibliomed). Uma noite mal dormida provoca mais que olheiras no dia seguinte. Ficar sem dormir reduz os níveis de testosterona (hormônio sexual masculino) e resulta, conseqüentemente, em desinteresse sexual, fadiga crônica, depressão e aumento de gordura abdominal. “Ficar acordado durante muito tempo pode trazer uma série de prejuízos aos homens a longo prazo. É um alerta a pessoas cujas profissões alteram o ritmo normal de sono, como médicos, enfermeiros plantonistas, caminhoneiros”, disse a biomédica Monica Levy Andersen, uma das autoras do estudo realizado na Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), publicado na última edição da revista científica britânica Addiction Biology.

No estudo, os pesquisadores observaram que, quando privados de sono, ratos de laboratório apresentam níveis de testosterona muito mais baixos se comparados àqueles com a rotina inalterada. Eles mediram a concentração do hormônio em 40 ratos, divididos em quatro grupos: o primeiro formado por animais jovens (três meses de idade), que mantiveram sua rotina normal, chamado de controle; o segundo grupo também composto por ratos jovens, só que, neste caso, privados de sono durante quatro dias. O terceiro grupo era composto por ratos idosos (22 meses), que permaneceram com suas atividades inalteradas (outro grupo controle); e o quarto era formado por ratos idosos, impedidos de dormir durante os mesmos quatro dias.

Os pesquisadores observaram que todos os animais privados de sono apresentaram taxas mais baixas de testosterona. Entre os jovens, aqueles que não dormiram tiveram uma redução de 69% nos níveis da testosterona (de 371 nanogramas do hormônio por decilitro de sangue para 115ng/dL) comparados aos que dormiram normalmente. Nos grupos dos idosos, a queda chegou a 73% (de 176ng/dL para 47,7nd/dL). Segundo os pesquisadores, quatro dias não são suficientes para que ratos jovens voltem a apresentar níveis normais de testosterona. Neste mês, os pesquisadores avaliarão os efeitos da privação de sono sobre o ciclo menstrual e reprodutivo feminino.

Copyright © 2002 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: