Publicidade

Notícias de saúde

Acidentes domésticos matam 20 mil norte-americanos por ano

02 de Outubro de 2002 (Bibliomed). Ficar em casa não é tão seguro como se imagina. A cada ano, os acidentes domésticos matam 20 mil norte-americanos, principalmente idosos, e resultam em mais de 20 milhões de consultas médicas. A estimativa é da Home Safety Council, organização sem fins lucrativos, que divulgou um relatório nacional sobre o assunto na última semana.

De acordo com o grupo, esses ferimentos custam à sociedade cerca de 380 bilhões de dólares por ano em gastos médicos, perda de qualidade de vida e perda de trabalho. “Os números nesse relatório foram baseados apenas naqueles casos em que sabemos que a lesão ocorreu em casa. Os números reais são maiores”, afirmou Carol Runyan, diretora do Centro de Prevenção de Lesão, da Universidade da Carolina do Norte, que ajudou a redigir o relatório.

O relatório foi baseado em estudos de segurança e em uma pesquisa com cerca de mil famílias nos EUA. Ele constatou que as pessoas com mais de 75 anos tiveram taxas de mortalidade por ferimento três a dez vezes maiores do que outros grupos de idade. Os homens tiveram um risco 60% maior de morrer devido a essas lesões, em relação às mulheres.

O ferimento doméstico fatal mais comum foi a queda, responsável por 6.750 mortes e 5,6 milhões de lesões por ano, seguida por envenenamento, queimaduras, inalações, asfixia e afogamento. Mas, alguns cuidados simples podem ajudar a reduzir o risco de lesões em casa, como instalar detectores de fumaça e monóxido de carbono, colocar apoios de segurança em banheiras e escadas, e manter extensões longe de áreas de circulação. “As pessoas não pensam na segurança doméstica até algo acontecer. Todos estão sob risco desses tipos de lesões”, disse David Oliver, presidente da Home Safety Council.

Copyright © 2002 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: