Publicidade

Notícias de saúde

Cientistas britânicos desenvolvem teste rápido para detectar tuberculose

13 de Setembro de 2002 (Bibliomed). Uma suspeita de tuberculose poderá ser confirmada ou descartada em apenas duas ou três horas, não mais em algumas semanas como é feito atualmente. Cientistas britânicos desenvolveram um novo teste que usa técnicas de chip de DNA para ter impressões digitais das cepas de Mycobacterium tuberculosis (bacilo de Koch), bactéria causadora da tuberculose. "A tecnologia de DNA emergente que aplicamos reduz a escala de tempo entre a pesquisa fundamental e a aplicada. Não temos apenas uma ferramenta valiosa para o controle de um surto, mas podemos começar agora a analisar e entender a evolução de um patógeno perto do tempo real", explicou o professor de microbiologia Mike Barer, da Universidade de Leicester, Inglaterra.

Considerada uma emergência mundial desde 1993, a tuberculose é uma doença altamente contagiosa, transmitida através da tosse e de espirros. Ela destrói os pulmões e leva à morte por asfixia e também pode ocorrer em gânglios linfáticos, meninges, pleura, ossos, olhos e aparelho urinário. Segundo estimativas da Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de um terço da população mundial está infectada com a bactéria e sob o risco de desenvolver a enfermidade, bastando, para isso, apresentar um déficit no estado imunológico do infectado, que pode ser provocado por condições sócio-econômicas desfavoráveis (desnutrição), doenças imunodepressoras (Aids, por exemplo), diabetes, idade avançada, uso de drogas imunossupressoras e alcoolismo.

Ainda de acordo com a OMS, a cada ano aparecem em torno de oito milhões de novos casos e quase três milhões de pessoas morrem por causa da tuberculose no mundo. No Brasil, estima-se que mais de 50 milhões de brasileiros estão infectados pela bactéria. São aproximadamente 100 mil casos novos por ano no país, com 5 a 6 mil mortes em decorrência da doença.

Apesar de grave, a tuberculose é curável em praticamente 100% dos casos novos, desde que os doentes sejam tratados corretamente e obedeçam às dosagens dos medicamentos para evitar o desenvolvimento de resistência às drogas. A imunização, através da vacina BCG, é indicada para as crianças de 0 a 4 anos de idade. Recomenda-se a revacinação aos dez anos. Outras informações podem ser obtidas através do site www.saude.gov.br/sps/areastecnicas/atps.

Copyright © 2002 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: