Publicidade

Notícias de saúde

Excesso de peso na adolescência aumenta risco de câncer de ovário

07 de Agosto de 2002 (Bibliomed). As mulheres que tiveram sobrepeso ou obesidade na adolescência estão cerca de duas vezes mais propensas a desenvolver câncer ovariano na pré-menopausa. Esse é o resultado de um estudo realizado recentemente pela equipe de Kathleen M. Fairfield, da Escola de Medicina de Harvard, em Boston (EUA). "Isso é particularmente preocupante, dada a epidemia de obesidade entre adolescentes e adultos jovens. Se confirmadas, essas descobertas indicam um motivo adicional para evitar a obesidade na adolescência", alertaram os pesquisadores, na edição de agosto da revista Obstetrics and Gynecology.

No estudo, os pesquisadores avaliaram o peso atual, o peso aos 18 anos e a mudança de peso na fase adulta de 109.445 enfermeiras – sendo 402 casos de câncer. Eles observaram que as voluntárias que tinham um índice de massa corporal (IMC) igual ou superior a 25 apresentaram um risco mais elevado da doença do que aquelas com IMC inferior a 20. O IMC é calculado a partir da divisão da altura (em metros) pelo peso elevado ao quadrado (em quilos). Os valores entre 25 e 29 indicam que a pessoa está acima do peso; valores iguais ou superiores a 30 significam que a pessoa está obesa. Uma pessoa que mede 1,65 metro, por exemplo, terá IMC de 20 se pesar 56 quilos, um IMC de 25 se pesar 70 quilos e de 30 se pesar 83 quilos.

Os pesquisadores não fizeram a associação entre o peso aos 18 anos e o risco de câncer ovariano após a menopausa – época em que acontece a maior incidência da doença, de acordo com a Sociedade Americana de Câncer. No estudo, 91 casos da doença foram diagnosticados antes da menopausa e 222 após a menopausa. Nos outros 89 casos, a condição da menopausa era desconhecida.

Copyright © 2002 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: