Publicidade

Notícias de saúde

Vacina contra AIDS poderá estar disponível em 2005

09 de Julho de 2002 (Bibliomed). Cerca de 15 mil pessoas de todo o mundo se encontram na cidade de Barcelona, Espanha, para acompanhar a XIV Conferência Internacional de AIDS, buscando encontrar soluções para a epidemia, que já atinge cerca de 40 milhões de pessoas, mais da metade delas na África. A Conferência se iniciou no último domingo, dia 07/07/2002, e tem o seu fim previsto para o dia 14/07.

Entretanto, a maioria dos pesquisadores mais importantes presentes não acredita que estejam ocorrendo sinais de que a epidemia da doença esteja cedendo, nem mesmo nos países mais atingidos. Na Rússia, por exemplo, o número de casos de AIDS reportados cresceu mais de 15 vezes em apenas três anos. Na África, países inteiros estão sendo desestabilizados pela epidemia, chegando a afetar economicamente as nações.

Mas, ao mesmo tempo em que o clima predominante é o de desânimo frente à expansão da doença, o laboratório americano VaxGen informou que uma vacina contra a doença poderia estar pronta em cinco anos. Segundo a empresa, a vacina já se encontra sendo testada em 8.000 pessoas em três continentes, e no início de 2003 os seus resultados iniciais da fase 3 dos testes com a vacina anti-AIDS já poderão ser divulgados.

O laboratório VaxGen tem duas potenciais vacinas, a AIDSVAX B/B e a AIDSVAX B/E. Elas foram desenvolvidas de modo a fazer com que o sistema de defesa humano passe a produzir anticorpos que evitariam a infecção pelo HIV. Caso haja a liberação por parte das autoridades sanitárias, a companhia informou que poderia estar produzindo as vacinas em escala comercial a partir do final de 2004 ou do início de 2005. Segundo a VaxGen, o custo total desta pesquisa é da ordem de 400 milhões de dólares.

Ao mesmo tempo em que o anúncio foi feito, grupos de ativistas que lutam contra a AIDS pediram cautela com respeito a esta informação, pelo fato de que a pesquisa está ainda em uma fase muito inicial.

Segundo a Organização Mundial de Saúde, promotora do evento, um esforço global baseado em 12 “intervenções” básicas poderia prevenir 29 milhões de novas infecções pelo HIV entre adultos. As 12 intervenções de prevenção incluem campanhas de meios de comunicação de massas; promoção e distribuição de preservativos; marketing social dos preservativos; aconselhamento voluntário e programas de testes; prevenção de transmissão materno-infantil; programas para escolas; programas para jovens fora-da-escola; programas nos locais de trabalho; tratamento de infecções sexualmente transmitidas; aconselhamento para trabalhadores do sexo; orientação ativa de homens que fazem sexo com homens; e programas de redução de danos para usuários de drogas injetáveis.

Para mais informações sobre a XIV Conferência Internacional de AIDS, visite: http://www.whobarcelona.info/AIDS2002/index.html

Copyright © 2002 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: