Publicidade

Notícias de saúde

Exercício físico é prática recomendada pela OMS no Dia Mundial da Saúde

08 de Abril de 2002 (Bibliomed) - As programações pelo Dia Mundial da Saúde, comemorado ontem, mobilizaram cerca de 200 países em todo o mundo. O tema escolhido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para as atividades deste ano foi o combate ao sedentarismo, cada vez mais presente na sociedade moderna. Com o Agita Mundo ou Move for Health, nome dado à campanha de 2002, a OMS reforçou a importância da prática de exercícios físicos para prevenir doenças como a obesidade, o diabetes, a hipertensão arterial e a osteoporose. No Brasil, as comemorações tiveram início na sexta-feira e foram feitas em diversos Estados. Ontem, as programações começaram nas Ilhas Fiji, na Oceania, sendo transferidas para outros países até o encerramento, no Hawaii. Cidades como Sidney, Pequim, Tóquio, Paris, Nova York, Bogotá e Buenos Aires promoveram atividades especiais.

A OMS incentiva que cada pessoa pratique, no mínimo, 30 minutos diários de exercícios físicos. As atividades podem até mesmo ser intercaladas ao longo do dia. Também não é necessário se matricular em uma academia. Caminhadas ou a substituição de elevadores por escadas já seriam boas iniciativas. A diretora geral da entidade, Gro Harlem Brundtland, que esteve no Brasil para as comemorações, afirmou que os países estão preparados para lidar com problemas diversos, como malária ou diarréia. No entanto, não têm condições de lutar contra as doenças não-transmissíveis que têm custos significativos e acarretam sofrimento às suas vítimas.

Apesar de ser o tema deste ano, o Agita Mundo é um programa que começou há cinco anos, em São Paulo, proposto por especialistas do Centro de Estudos do Laboratório de Aptidão Física de São Caetano do Sul (Celafiscs). Para os especialistas, alguns minutos de exercício físico são boas armas para combater inúmeras doenças. O Agita Mundo foi aprovado pela OMS, que resolveu difundir a idéia em outros países.

No Brasil, as atividades foram feitas em diversos Estados. No Rio de Janeiro, uma caminhada foi organizada na praia de Copacabana. O evento marcou a criação do Movimento Agita Rio, que tem apoio do Ministério da Saúde, da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer, da Prefeitura do Rio e do Hospital Pró-Cardíaco. Além da caminhada, os cariocas ganharam brindes e tiveram aulas de aeróbica, dança e capoeira. Em São Paulo, as atividades se concentraram na praça da Paz do Parque do Ibirapuera. Os participantes puderam medir, gratuitamente, a pressão arterial, o peso corporal, o nível de açúcar no sangue e o colesterol. Além de São Paulo e Rio de Janeiro, Curitiba, Porto Alegre e Florianópolis tiveram medição gratuita de colesterol, aulas de alongamento, caminhadas e massagens.

O sedentarismo não é o único desafio do Brasil no Dia Mundial da Saúde. O País enfrenta inúmeros outros problemas, que exigem ações significativas. A epidemia de dengue, uma doença que poderia já ter sido erradicada, tem feito inúmeras vítimas em cidades diferentes. Tuberculose, Aids, desnutrição e leishmaniose são exemplos de outros problemas que têm afligido os brasileiros.

Copyright © 2002 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: