Publicidade

Notícias de saúde

Cinco casos de cegueira em usuários de Viagra

28 de Março de 2002 (Bibliomed). Foram documentados cinco casos de cegueira permanente em homens que estavam utilizando o sildenafil (Viagra). Apesar dos casos ainda não terem sido provados como causados pelo uso do medicamento, recomenda-se que pessoas que estejam em uso da droga e apresentem problemas de visão procurem um oftalmologista o mais rápido possível, para prevenção e tratamento de quaisquer possíveis problemas.

O sildenafil é uma droga utilizada para tratamento da disfunção erétil, ou impotência, masculina, e tem sido amplamente utilizada no mundo todo. Deve ser utilizada apenas sob prescrição médica, já que o médico deve avaliar um conjunto de situações para poder verificar os riscos de problemas com o medicamento em um dado paciente. Por exemplo, se o paciente está em uso de algum medicamento que interfere com o Viagra, o uso do Viagra pode ter conseqüências graves.

Se o paciente tem pressão muito alta, o médico pode achar por bem não indicar o medicamento devido ao risco de crises hipertensivas, que podem ser graves e levar a derrame cerebral. Todos estes fatores só poderão ser analisados por um médico que conheça a história do paciente e, dependendo do caso, solicite alguns exames antes de prescrever a droga.

Representantes do laboratório Pfizer, que produz o medicamento, insistem que o medicamento é seguro e que a ocorrência destes casos foi mais provavelmente uma coincidência infeliz.

Sabe-se que o Viagra pode afetar a visão de alguns pacientes, fazendo com que alguns deles vejam, temporariamente, as coisas com colorações azuladas ou esverdeadas. A bula do produto ainda lista uma série de efeitos colaterais visuais potenciais, como visão borrada, dor e hemorragia ocular, olhos ressecados e perda temporária da visão.

Pesquisadores relataram na revista médica Ophthalmology os casos de cinco homens de 42 a 69 anos que desenvolveram uma doença ocular chamada neuropatia óptica isquêmica anterior, ou NAION, enquanto estavam utilizando o Viagra.

A NAION ocorre quando o suprimento de sangue para a porção frontal do nervo óptico é cortado, levando à perda súbita da visão. Esta perda usualmente é permanente, embora seja possível a recuperação durante as primeiras semanas ou meses.

Quatro dos homens desenvolveram o problema alguns minutos ou horas após usar Viagra. O quinto paciente apresentou o problema ao longo de um ano, com a perda gradual da visão.

Três dos homens não apresentavam outros fatores de risco para a NAION, como hipertensão, diabetes ou outras doenças dos vasos sangüíneos. Um dos homens apresentava NAION em um dos olhos antes de usar o Viagra, o que o colocava em alto risco de desenvolver a doença, e outro tinha diabetes e doença coronariana, além de ser fumante.

As conclusões são que o Viagra pode causar perda irreversível da visão em alguns indivíduos susceptíveis. Aqueles que estiverem utilizando o medicamento devem procurar um oftalmologista o mais rápido possível se observarem alterações na visão que não acabem três a quatro horas após o uso do medicamento. Existe um exame que o oftalmologista pode fazer para verificar se o paciente está sob risco de desenvolvimento deste problema, e seria desejável que os homens que estejam em uso de Viagra façam este exame oftalmológico como forma de se prevenir.

Apesar destes casos, o Viagra continua sendo uma droga segura. Nos grandes estudos clínicos realizados, não houve uma única ocorrência desta doença. Os fabricantes acreditam que estes casos não passem de coincidência.

Copyright © 2002 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: