Publicidade

Notícias de saúde

Sol na medida certa previne câncer

Belo Horizonte, 25 de Fevereiro de 2002 (Bibliomed). É de conhecimento mundial que a exposição exagerada ao sol, sem os cuidados protetores, pode causar câncer de pele. O uso de bronzeadores, medicamentos que aumentam a sensibilidade à luz solar e a valorização estética cada vez maior de um tom bronzeado da pele têm aumentado muito a incidência desta doença no mundo. O que pouca gente sabe é que a exposição insuficiente ao sol também tem seus riscos.

A vitamina D é um composto essencial à saúde humana, e é sintetizada no corpo de forma dependente da luz solar: seu precursor se transforma na forma ativa da vitamina na pele, de acordo com a exposição ao sol.

Pesquisadores sugerem que a produção insuficiente de vitamina D pode aumentar o risco de câncer de cólon, próstata e mamas. Estes tumores são responsáveis pela morte de 30.000 pessoas por ano nos Estados Unidos.

A dose ideal para produção adequada da vitamina é de 5 a 10 minutos de sol sem proteção em pequenas áreas do corpo, como face e mãos. Esta exposição possibilita a síntese de quantidades adequadas de vitamina D no corpo, capazes de manter as funções normais do organismo. A quantidade de exposição necessária varia com a pigmentação natural da pele, estação do ano e hora do dia.

A vitamina D parece regular funções nas células ligadas ao crescimento celular. Suas ações possivelmente impediriam o crescimento anormal das células que causa o câncer.

Existe uma epidemia de falta de vitamina D nos Estados Unidos. Estima-se que mais de 50 por cento dos adultos de Boston tenham deficiência da vitamina. Pessoas envolvidas em atividades de trabalho que não permitem a exposição adequada ao sol estão ainda mais vulneráveis à deficiência da vitamina.

É importante ressaltar que, apesar do papel claro da vitamina D no surgimento de alguns tipos de câncer, não existem evidências que a suplementação da vitamina é útil após o surgimento da doença. A vitamina parece ser importante apenas na prevenção. Além disto, a exposição ao sol é muito melhor que a suplementação de vitamina D porque os raios do sol também apresentam outras funções importantes no corpo, e são necessárias doses muito altas da vitamina para igualar a quantidade produzida em uma pequena caminhada ao sol.

Copyright © 2002 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: