Publicidade

Notícias de saúde

Alcoolismo e Vício em Jogo Podem Ter Origens Comuns

Por Merritt McKinney

NOVA YORK (Reuters Health) - O alcoolismo e problemas com jogo podem ter algumas causas comuns, afirmam pesquisadores. Os dois vícios costumam arruinar famílias e os resultados de um novo estudo sugerem que eles podem compartilhar algumas, mas não todas, as causas genéticas.

"Descobrimos que, provavelmente, há fatores de risco genéticos que aumentam a probabilidade de se tornar um alcoólatra e aumentam a probabilidade de se tornar um viciado em jogo", disse em entrevista à Reuters Health, Wendy S. Slutske, da Universidade de Missouri, Columbia.

Ela acrescenta que muitos estudos têm demonstrado que os genes de uma pessoa podem aumentar o risco de alguém se tornar alcoólatra e algumas pesquisas, embora não sejam extensas, sugeriram que problemas com o jogo podem ter algumas causas genéticas em comum.

Slutske afirma que faz sentido afirmar que o alcoolismo e problemas com jogo podem ter algumas causas genéticas comuns, uma vez que muitas pessoas com problemas de jogo também são alcoólatras. Mas o estudo não descarta o critério de que um hábito poderia ter afetado outro, indiferente dos gens. Por exemplo, jogo e bebidas geralmente acontecem juntos em cassinos, portanto o hábito de beber pode levar uma pessoa a jogar e vice-versa, embora isso não possa ser provado.

Participaram do estudo 6.744 gêmeos que serviram como militares durante a guerra do Vietnã, incluindo 94 viciados em jogo. Outros 420 homens tinham problemas com jogo, mas o vício não era tão grave. Cerca de 35 por cento dos homens eram alcoólatras.

As descobertas do estudo, publicado este mês nos Archives of General Psychiatry, indicam que problemas com jogo e álcool podem compartilhar algumas causas. De acordo com o estudo, gêmeos que eram viciados em jogo estavam mais propensos a apresentar problemas com bebida do que gêmeos que não eram viciados em jogo.

A ligação era mais forte em gêmeos idênticos, o que sugere um poderoso papel da genética, uma vez que gêmeos idênticos compartilham os mesmos genes. Em contraste, se a ligação ao alcoolismo tem sido mais forte entre gêmeos não idênticos, que geralmente dividem cerca de metade de todos os seus genes, então os fatores do meio ambiente seriam provavelmente a causa principal.

Slutske afirma que há muito interesse dos cientistas em tentar entender mais estes problemas, observando que, se eles compartilham algumas causas, tratar somente um dos vícios pode não ser eficaz.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited. Reuters Limited shall not be liable for any errors or delays in the content, or for any actions taken in reliance thereon.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: