Publicidade

Notícias de saúde

Uma refeição reforçada pela manhã pode melhorar a capacidade de memorização

Belo Horizonte, 22 de Novembro de 2001 (Bibliomed). Algumas pessoas são mais esquecidas que outras. E no momento em que mais precisam da memória, ela parece falhar. Pesquisadores da Universidade de Toronto, no Canadá, garantiram que essas pessoas não podem absolutamente ficar sem um bom café da manhã.

O estudo mostrou que homens e mulheres saudáveis, com mais de 60 anos, apresentaram melhor resposta nos testes de memória nos dias em que realizavam a refeição matutina. As descobertas foram publicadas em artigo científico do American Journal of Clinical Nutrition.

A pesquisa indicou que, ao consumir carboidratos, proteínas e gorduras, após um jejum noturno, os voluntários tiveram melhores resultados nos testes de memória.

No estudo, foram avaliados 22 homens e mulheres de 61 a 79 anos. No café da manhã, os participantes consumiam uma bebida contendo carboidrato, proteína, gordura puros ou placebo sem calorias. Alguns minutos após o desjejum, os voluntários passavam por testes de memória.

Os especialistas descobriram que o carboidrato, a proteína e a gordura melhoraram a performance de memória dos participantes da pesquisa cerca de 15 minutos após a ingestão dos alimentos. Isso não aconteceu com os voluntários que tomaram o líquido com placebo.

A ingestão de calorias após um período de jejum, avaliaram os pesquisadores, pode ser importante para um pequeno reforço na capacidade de memória. Essa melhora não dependerá necessariamente da fonte de energia ingerida. Isso pode indicar que comer um pão durante uma reunião pela manhã pode ajudar as pessoas a se lembrarem do que aconteceu no encontro minutos após seu fim.

Nos testes realizados horas após a refeição, cerca de 60 a 120 minutos, os três nutrientes tiveram efeitos diferenciados. Os carboidratos continuaram a oferecer benefícios à memória uma hora após a refeição. A gordura demonstrou uma melhora mais duradoura da atenção – desde os primeiros 15 minutos até os próximos 120 minutos.

Um estudo anterior havia demonstrado que os carboidratos poderiam melhorar a performance da memória. Os autores da pesquisa defendiam que um aumento dos níveis de açúcar ou da glicose no sangue fornecidos por carboidratos explicariam um maior rendimento da atenção. Mas resta identificar a relação dos benefícios da memória com os outros grupos alimentares – proteína e gorduras.

Copyright © 2001 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: