Publicidade

Notícias de saúde

Níveis de radiação devem ser especificados nos celulares

WASHINGTON, 18 jul (AFP) - Os fabricantes de celulares vendidos nos Estados Unidos devem colocar em suas etiquetas, a partir de 1 de agosto, os níveis de radiação emitidos para o cérebro do usuário, informa esta terça-feira a imprensa local.

Nos Estados Unidos, a taxa máxima de radiação permitida, fixada pela comissão federal de telecomunicações (CFT), é de 1,6 watt por quilo em um grama de pele. Na Europa, é de 2 watts/kg em 10 gramas de pele.

Os consumidores poderão comparar assim os níveis de "radiação específica absorvida" dos diversos modelos, segundo a imprensa. Consultada pela AFP, a Associação da Indústria da Telefonia Celular (CTIA), impulsionadora desta medida, não deu declarações.

A medida, destaca o jornal USA Today, pode proteger também os fabricantes de celulares contra eventuais ações na justiça, fundadas na omissão dos riscos do produto, como ocorreu na indústria do cigarro.

Agence France-Presse

COPYRIGHT 2000 Agence France-Presse. All rights reserved.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: