Publicidade

Notícias de saúde

Rótulos de alimentos têm novas regras

Belo Horizonte, 27 de Setembro de 2001 (Bibliomed). Os fabricantes de alimentos têm até o dia dois de janeiro do ano que vem para padronizar as embalagens de seus produtos, de acordo com as exigências da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Todos os alimentos terão de trazer nos rótulos informações nutricionais, na seguinte seqüência: valor calórico, carboidratos, proteínas, gordura total, gordura saturada, colesterol, fibra alimentar, ferro, cálcio e sódio. As únicas exceções são a água para consumo humano e as bebidas alcoólicas.

Os dados devem ser apresentados, nas embalagens, em tabelas vertical, horizontal ou linear, e calculados sempre com base em uma porção, e não mais por 100 gramas ou 100 mililitros. Com isso, o consumidor não vai mais precisar fazer contas para saber, por exemplo, quantas calorias têm um pote de iogurte, uma barra de chocolate ou uma latinha de refrigerante.

A nova legislação entrou em vigor na última sexta-feira e prevê multas para as empresas que não adaptarem seus produtos até dois de janeiro. Até lá, será aceita a utilização de embalagens não-padronizadas. Mas a Anvisa vai notificar e orientar os fabricantes na preparação dos novos rótulos.

As mudanças na rotulagem de alimentos foram discutidas durante o 6º Congresso da Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição, que aconteceu na semana passada em Florianópolis (SC). Cerca de 65 especialistas brasileiros, chilenos, franceses e americanos falaram a mais de 800 participantes sobre as novidades do setor alimentício, que passa por um processo de desenvolvimento muito acelerado em todo o mundo.

Uma das últimas novidades, também discutida no Congresso, são os alimentos funcionais, aqueles aos quais são acrescentadas substâncias que ajudam a diminuir o risco de certas doenças, como os leites enriquecidos com ômega 3 e as margarinas com fitosteróis (pró-ativos).

Em breve, as prateleiras dos supermercados devem exibir produtos lácteos brasileiros enriquecidos com um novo elemento, o frutooligossacarídeo, que já foi aprovado pelo Ministério da Saúde. Ele é um açúcar que ajuda a manter o equilíbrio da flora intestinal.

Copyright © 2001 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: