Publicidade

Notícias de saúde

Pássaros contaminam humanos com vírus do Nilo

Belo Horizonte, 03 de Setembro de 2001 (Bibliomed). O Ministério da Saúde do Canadá informou que pássaros encontrados mortos em Ontário, na região Sudeste do país, estavam com um vírus que recebe o nome de “Nilo Ocidental”. O agente patológico pode ser transmitido aos seres humanos através de picadas de mosquitos.

A possibilidade do vírus fatal ser transmitido às pessoas, advertiu o Ministério da Saúde daquele país, é muito pequena. O governo de New Jersey, nos Estados Unidos, identificou a presença do vírus em 341 pássaros encontrados mortos, mas até agora nenhum caso humano em moradores norte-americanos foi notificado.

Técnicos do Ministério da Saúde do Canadá iniciaram uma “caça” aos mosquitos transmissores para tentar rastrear a propagação da enfermidade. Também estão sendo analisadas larvas do inseto, quando encontradas.

O período, entretanto, não é propício para o trabalho, já que está quase no fim a fase reprodutiva do mosquito. A confirmação do primeiro caso do vírus, encontrado em corvo no Canadá, deu-se na semana passada. O animal foi achado em Windsor, Ontário, próximo à cidade norte-americana de Detroit.

A infecção em seres humanos se dá por meio de mosquitos que picaram anteriormente aves contaminadas. Entre os sintomas mais comuns estão: febre ligeira, dores de cabeça e debilidade muscular. Nos casos mais graves, a doença do “Nilo Ocidental” pode causar a inflamação das meninges e da medula espinhal e até mesmo levar à morte.

O vírus, descoberto nos anos 30 em Uganda, apareceu no hemisfério Ocidental pela primeira vez em 1999, em Nova Iorque, nos Estados Unidos. Sete pessoas morreram e 13.000 foram contaminadas, segundo estudo norte-americano publicado na revista médica britânica The Lancet, em 28 de julho.

No começo deste mês, uma mulher faleceu em Atlanta (Geórgia), região Leste dos Estados Unidos, por causa desse vírus. A medida mais importante a ser adotada, segundo as autoridades sanitárias, é eliminar água armazenada e parada, próxima às casas, onde os mosquitos normalmente depositam suas larvas.

Copyright © 2001 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: