Publicidade

Notícias de saúde

Água relaxa e pode até curar

Belo Horizonte, 09 de Julho de 2001 (eHealthLA). Não é só prazer. Está comprovado que a água pode contribuir, e muito, em vários processos de cura. Os exercícios na água ganham cada vez mais adeptos no Brasil e ajudam na busca de corpo e mente saudáveis.

A hidroterapia, por exemplo, parte do princípio de que a água tem efeito termorregulador e atua diretamente na circulação do sangue. A temperatura da água é a responsável pela vasoconstrição, ou seja, pelo aumento ou pela diminuição da quantidade de sangue que passa pelos vasos do corpo.

Isso equilibra a circulação e melhora as funções orgânicas, tornando o organismo mais resistente às doenças. As práticas de hidroterapia incluem banhos, compressas, duchas e saunas.

Outro tratamento feito na água, que inclui massagens e alongamentos, é o Watsu - que nada mais é do que o shiatsu na água. As sessões mostram-se eficientes no combate ao estresse, ansiedade, insônia, enxaquecas e dores na coluna. Junto aos efeitos terapêuticos, há o inegável relaxamento, pois o tratamento acontece em piscina de água aquecida (34 graus), com flutuadores nos pés e apoio nos ombros do terapeuta.

Já a talassoterapia é o tratamento realizado à beira do mar. Entretanto, a terapia pode ser adaptada a locais distantes do oceano, em banheiras específicas, dotadas de saídas de jatos de água, utilizando-se princípios ativos marinhos, aromas e cosméticos à base de algas. O resultado são sessões de combate ao estresse.

Para resolver problemas ortopédicos, respiratórios e até neurológicos, a fisioterapia na água pode ser um bom remédio. Ela é eficiente para quem tem problemas de coluna, pulmão ou está se recuperando, por exemplo, de uma cirurgia no joelho.

Copyright © 2001 eHealth Latin America

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: