Publicidade

Notícias de saúde

Ministério da Saúde Defende Sacerdote

A Coordenação Nacional da Aids publicou nota em vários jornais defendendo o trabalho do padre Valeriano Paitoni. De acordo com a nota publicada, a Coordenação pediu a igreja que reflita sobre o posicionamento contrário ao uso da camisinha para não ter de se responsabilizar, no futuro, pelas conseqüências da disseminação da epidemia entre os católicos do Brasil.

Na nota, a Coordenação Nacional de Aids foi destacado o trabalho do padre Valeriano Paitoni , como um dos pioneiros na luta contra a Aids, além de ser ainda um parceiro do Ministério da Saúde, que financia 36 projetos de assistência, apoio e prevenção feitos no país pela Igreja Católica. Para a Coordenação, a nota dos arcebispos de São Paulo e Rio de Janeiro, mostram o distanciamento entre o discurso da cúpula e a realidade dos setores que trabalham com a Aids.

Defesa

O Ministério da Saúde defende o padre Valeriano Paitoni e fez ainda um apelo à Igreja Católica que reflita sobre ao posicionamento contrario ao uso do preservativo. O padre poderá sofrer algum tipo de punição por parte do clero por pregar o uso de preservativos no combate a Aids e pela distribuição.

O padre é italiano e está no Brasil há mais de 22 anos. Desde 1984, ele cuida de vários portadores do vírus HIV, comandando ainda três casas na zona norte de São Paulo que atendem pacientes soropositivos.

Na nota do governo foram fornecidos os números sobre os avanços do vírus da Aids no Brasil. Hoje mais de 500 mil já foram infectados, 100 mil mortos e um número de 30 mil órfãos.

Copyright © 2000 BoaSaúde

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: