Publicidade

Notícias de saúde

BRASIL: Vacina Contra Catapora é Considerada Segura e Eficaz

São Paulo, 03 de abril de 2001 (eHealthLA).Uma nova vacina contra catapora, disponível nos Estados Unidos desde 1995, está sendo recomendada agora pela American Academy of Pediatrics (AAP) para crianças saudáveis de 12 meses de idade ou mais velhas, que ainda não tiveram a doença. Segundo a equipe de Marietta Vazquez, da Universidade de Yale, em New Haven (Connecticut), a vacina tem se mostrado segura e eficaz em 97% dos casos na proteção de crianças entre 12 meses e 16 anos de idade, evitando que contraiam a forma grave da doença.

Das 56 crianças vacinadas no estudo, 86% desenvolveram a forma branda da doença. Entre as 187 que não foram vacinadas, 48% formam acometidas pelo tipo mais grave de catapora.

Algumas crianças contraem e se recuperam da catapora, no entanto, a doença pode causar complicações graves como encefalite (inflamação do cérebro), pneumonia e morte, dependendo da intensidade com que se manifesta. “Muitos pais acreditam que vacinar contra a catapora é um exagero. Consideram-na uma enfermidade inofensiva. Realmente é raro morrer por catapora.

No entanto, atualmente existem mais mortes por catapora do que por outras doenças que já controlamos por vacinação como o sarampo”, explica a doutora Clélia Aranda, diretora da divisão de Imunização da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo.

Entenda a Catapora

Doença causada pelo vírus Varicela zoster. Extremamente contagiosa passa pelo contato da pele com as bolhas e pelo ar. Depois de infectada, uma criança leva de uma a três semanas para apresentar os sintomas. Quando não tratada, pode ter complicações como infecções no coração, cérebro e artrite.

A característica principal da catapora são as bolhas que se formam por todo o corpo, inclusive dentro da boca e na região genital. O número varia de 250 a 500. Elas espalham-se rapidamente em uma semana. É possível que o vírus da catapora, depois de passada a crise, permaneça no organismo sem causar mais danos.

No entanto, ele pode voltar a se manifestar em forma de bolinhas em determinadas partes do corpo, acompanhando as terminações nervosas. É o chamado cobreiro, ou herpes-zoster.

Tratamento e Prevenção

Não há tratamento. Recomenda-se cortar as unhas das crianças para não deixar que cocem as feridas, que podem infeccionar. Banhos de permanganato são úteis para ajudar na cicatrização.

Pode ser evitada com a vacina, dose única depois de 1 ano de idade e duas doses para adolescentes e adultos. É muito importante manter o isolamento dos doentes até que as bolhas sequem, para evitar o contágio. Os efeitos da catapora sobre um indivíduo com câncer ou leucemia são devastadores e podem causar a morte.

Copyright © 2001 eHealth Latin America

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: