Publicidade

Notícias de saúde

Cigarros - Associação Reage Contra Projeto que Restringe a Propaganda

A Associação Brasileira das Emissoras de Rádio e Televisão - Abert, enviou a mais 1400 rádios e 200 televisões, um comunicado que condena a proibição de propaganda de cigarro prevista pelo ministro da Saúde, José Serra. No comunicado, embora não seja citado o governo, foi destacado que todo produto lícito pode ser vendido, como também, tem o direito de ser anunciado.

Calcula-se que no Brasil, a indústria do cigarro gaste em torno de R$ 100 milhões em publicidade. Embora a televisão seja um veículo de comunicação preferido pelos fabricantes de cigarro, os anúncios em jornais têm crescido significativamente.

Segundo o Instituto Nacional do Câncer, órgão vinculado ao Ministério da Saúde, esta ação já era esperada, pois o governo não quer restringir a publicidade do cigarro, mas apenas restringi-la. O projeto do governo que deverá ser votado ainda esta semana na Câmara dos Deputados e em agosto no Senado Federal, só permite a publicidade de cigarro nos pontos de venda. O projeto, segundo o Inca, não é inconstitucional, o objetivo é apenas desestimular o consumo através da restrição da propaganda.

O Brasil é o quarto maior produtor de tabaco no mundo, se colocando apenas atrás da China, Estados Unidos e da Índia. Desde o ano de 1993, o país ocupa o primeiro lugar em exportação de cigarros.

Copyright © 2000 BoaSaúde

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: