Publicidade

Notícias de saúde

Médico Descobre Máquina de Orgasmo por Acaso

Por Maggie Fox

WASHINGTON (Reuters)
- Tudo o que ele estava tentando fazer era aliviar a dor nas costas crônica de uma paciente, mas quando Stuart Meloy colocou um eletrodo nas costas dela, ela gemeu. Não de dor, mas de prazer.

"Essa é uma citação direta, ela disse:'você vai ter que ensinar meu marido como fazer isso"', afirmou Meloy, um anestesiologista e especialista em dor em Winston-Salem, Carolina do Norte.

Meloy descobriu um efeito colateral inesperado do aparelho de dor que estava usando -- a capacidade de causar o orgasmo. Ele patenteou esse uso inesperado do aparelho, um estimulador da medula espinhal fabricado pela empresa Medtronic.

Agora, Meloy está tentando negociar com a empresa a comercialização do aparelho para esse novo uso.

Tudo começou com uma operação de rotina de Meloy, que estava tentando ajudar uma paciente com dor nas costas grave e difícil de tratar.

"Ela havia sido submetida a diversas cirurgias nas costas para doença de disco degenerativa e cirurgia de fusão", explicou o anestesiologista.

Meloy estava testando o estimulador da Medtronic para ver se funcionava no caso da paciente.

O cirurgião tem que colocar um eletrodo na espinha do paciente de modo bastante preciso. A idéia é encontrar o feixe nervoso específico que está transmitindo os sinais de dor ao cérebro. De acordo com Meloy, isso exige algum treinamento e às vezes o cirurgião pode machucar o paciente, que vai gemer ou chorar.

Num primeiro momento, foi o que ele pensou que havia acontecido com sua paciente.

"Mas o som que ela fez foi um pouco diferente. Eu perguntei a ela o que havia acontecido", disse o anestesiologista.

Foi quando ela recomendou que ele ensinasse a técnica a seu marido.

O aparelho é implantado abaixo da pele e atua mudando a forma como o paciente percebe a dor.

"Em vez de sentir a dor, ele sente o que a maioria das pessoas descrevem como uma sensação de prazer na área afetada", disse Meloy.

O aparelho pareceu funcionar da mesma forma ao causar o orgasmo na paciente de Meloy.

Mas o anestesiologista espera que esse seja um uso sério do aparelho. Meloy pretende desenvolvê-lo para uso temporário, para treinar novamente a resposta sexual de um paciente, podendo ser usado fora do corpo por um cateter.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2001 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: