Publicidade

Notícias de saúde

Homem Com Mão Transplantada Diz Que Drogas Forçaram Amputação

06 de Fevereiro de 2001 (Bibliomed). O primeiro paciente no mundo a submeter-se a um transplante de mão disse a um jornal britânico que decidiu sofrer a amputação do implante por causa dos efeitos colaterais insuportáveis das drogas anti-rejeição.

O Mail on Sunday disse que o australiano Clint Hallan afirmou que estava em constante aflição por causa das drogas que tinha de tomar depois de ter recebido um transplante de mão e o antebraço em 1998. Os problemas pioraram a partir de setembro do ano passado.

"Até o fim do verão (agosto) a dor estava se tornando insuportável e eu estava tomando analgésicos constantemente", disse ele, segundo o jornal, em um clínica de Londres, onde foi feita a operação.

"Naquele ponto, eu estava começando a perceber que teria que ter a mão removida."

O microcirurgião australiano Earl Owen, que comandou a equipe internacional que fez o transplante original na França, disse à Reuters no sábado que Hallan insistiu na amputação.

"Foi uma operação muito boa. Ele está em excelente condição e vai receber alta em breve", disse ele.

Hallam apareceu nas manchetes no ano passado quando disse que queria que os médicos cortassem sua "mão de morto", dizendo que não sentia o membro.

Ele fez história quando uma equipe de cirurgiões da França, Austrália, Grã-Bretanha e Itália transplantaram a mão direita e o antebraço de um homem de 41 anos que morrera em seu braço numa cirurgia que durou 13 horas em setembro de 1998.

Copyright © 2001 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: