Publicidade

Notícias de saúde

BRASIL: Diabete Gestacional Atinge 7% das Grávidas Brasileiras

São Paulo, 2 de Fevereiro (eHealthLA). Poucas grávidas sabem que existem mudanças durante a gravidez capazes de prejudicar a saúde da mãe e da criança. O diabete gestacional pode ser uma delas.

A doença que atinge 7% das grávidas brasileiras, não impede uma gestação tranqüila quando é diagnosticado cedo e bem acompanhado. Segundo o endocrinologista Eder Marcondes, da Escola Paulista de Medicina (UNIFESP), a doença normalmente dura apenas o tempo da gravidez, mas traz alguns riscos.

“Aumentam as chances de aborto até o terceiro mês e é possível que o nenê sofra uma baixa repentina na taxa de açúcar logo após o parto e tenha complicações respiratórias. Por isso, é importante detectar o distúrbio o mais cedo possível”, diz o médico.

O diabete gestacional ocorre quando a placenta, responsável pela nutrição do feto, produz hormônios que podem prejudicar ou bloquear a ação da insulina, o mecanismo que permite a entrada da glicose nas células.

Segundo os especialistas é essencial que as futuras mamães façam exames para checar a taxa de açúcar no sangue durante o pré-natal. As grávidas devem fazer o rastreamento do diabete entre a 24ª e a 28ª semana de gestação.

Esses exames são fundamentais porque os sintomas da doença não ficam muito claros durante a gravidez. Vários sinais se confundem com os da própria gestação, como vontade de fazer urinar a todo o momento, sensação de fraqueza e aumento do apetite.

Copyright © 2001 eHealth Latin America

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: