Publicidade

Notícias de saúde

Campanha Argentina Anti-Aids Quer Atingir Jovens na Praia

22 de Janeiro de 2001 (Bibliomed). O único objeto que não poderá faltar na bolsa de praia destas férias de verão na Argentina não é o protetor solar, mas a camisinha, afirmaram autoridades do setor de saúde do país na quinta-feira, ao lançar a maior campanha anti-Aids do país.

O programa educacional do Ministério da Saúde tem como objetivo reduzir o crescente número de incidência da Aids no país. Voluntários vão passar pelos locais mais visitados destas férias de verão para distribuir folhetos e 300.000 camisinhas.

Sob o slogan "Para um verão seguro, use o fator de proteção mais alto", a campanha pretende atingir os jovens, que representam uma crescente porcentagem dos casos de Aids.

Há mais de 17.000 casos registrados de Aids na Argentina, mas as autoridade dizem que o número real pode chegar a 130.00. A incidência de Aids tem crescido substancialmente, desde que o primeiro caso foi detectado em 1982.

"Isto é o começo de uma campanha que terá muitas atividades e áreas de desenvolvimento durante o ano", disse à Reuters Mabel Bianco, diretora do Lusida, projeto de controle da Aids do Ministério da Saúde.

"Nos pareceu oportuno lançar (a campanha) no verão, porque nas praias agrupa-se gente de todo o país e de todos os grupo", acrescentou.

Esta é a primeira grande campanha de combate a Aids organizada pelo Ministério da Saúde nos 13 meses de governo do presidente Fernando de la Rúa.

Para um porta-voz da Igreja Católica, incentivar o uso de camisinhas confunde as pessoas. "Aumentar o uso de preservativos confunde as pessoas. Se bem se reduz o risco, não se elimina (...) A melhor prevenção é a castidade", disse à Reuters o padre Guillermo Marcó, diretor de comunicações da arquidiocese de Buenos Aires.

Copyright © 2001 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: