Publicidade

Notícias de saúde

Cientistas Criam Vírus Assassino de Camundongos

12 de Janeiro de 2001 (Bibliomed). Cientistas australianos criaram acidentalmente um vírus assassino de camundongos usando tecnologia que pode ser aplicada à guerra biológica, afirmou a revista New Scientist na quarta-feira.

O vírus geneticamente modificado é inofensivo a humanos. O problema é que ele foi produzido através da inserção de um gene que produz uma molécula, chamada interleucina 4 (IL-4), em um vírus de camundongo similar ao vírus da varíola, o que disparou temores de que um microorganismo letal para humanos pudesse ser construído.

"Pode ser seguro admitir que se algum estúpido realmente inserir a IL-4 humana no vírus da varíola humano, ele pode ter aumentado a letalidade dramaticamente", disse Ron Jackson, cientista da Organização de Pesquisa Científica e Industrial da Comunidade (Cisro), em Canberra, que ajudou a criar o vírus.

De acordo com a New Scientist, o novo vírus letal dá destaque a um crescente problema internacional -- como impedir que terroristas usem pesquisas científicas para criar armas mortais.

Jackson e Ian Ramshaw, da Universidade Nacional Australiana, em Canberra, informaram o Departamento de Defesa australiano sobre sua pesquisa antes de submetê-la ao Journal of Virology, onde vai ser publicada na edição do próximo mês.

Quando inseriram o gene da IL-4 no vírus da varíola do camundongo para criar grandes quantidades de IL-4, os cientistas pretendiam criar uma vacina contraceptiva de camundongos para controlar pestes.

A molécula está presente naturalmente no organismo e Jackson e Ramshaw acreditavam que maiores quantidades iram fazer com que as fêmeas dos animais produzissem anticorpos contra seus óvulos, tornando-as inférteis. Mas, nove dias depois de vacinarem os animais, todos eles morreram. O vírus destruiu parte de seu sistema imunológico.

Copyright © 2001 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: