Publicidade

Notícias de saúde

Suíça Começa a Investigar Morte de Soldado por Leucemia

09 de Janeiro de 2001 (Bibliomed). O Ministério da Defesa suíço vai examinar novamente a morte de um oficial que serviu na Bósnia em 1998 por causa da preocupação sobre o uso de urânio empobrecido, disse à Reuters o cirurgião do exército, general Peter Eichenberger, na segunda-feira.

O soldado de 35 anos, membro das tropas de paz da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte), morreu de leucemia, mas Eichenberger disse que é praticamente impossível saber agora se a radiação de urânio empobrecido na munição da Otan causou a doença ou contribuiu para seu aparecimento.

O governo também ordenou o exame de 900 soldados suíços que ajudaram nos esforços das tropas de paz nos Bálcãs durante a crise na Iugoslávia, graças à preocupação européia sobre a chamada "síndrome dos Bálcãs".

O problema surgiu depois que seis soldados italianos que serviram na ex-Iugoslávia morreram de leucemia.

Itália, França, Bélgica, Alemanha e Rússia já pediram que a Otan investigue possíveis ligações entre a munição, feita com urânio empobrecido, e as mortes por leucemia. Portugal já começou a fazer exames em 10 mil soldados e civis que serviram nos Bálcãs.

Copyright © 2001 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: