Publicidade

Notícias de saúde

Japão Diz que 25 Morreram de

29 de Dezembro de 2000 (Bibliomed). O primeiro estudo do Japão sobre a "síndrome da classe econômica" descobriu na quinta-feira que 25 passageiros morreram do mal no aeroporto Narita, de Tóquio (capital), nos últimos oito anos -- um número que deve aumentar as pressões para que as companhias aéreas enfrentem a questão.

Segundo o estudo realizado por uma clínica do aeroporto, entre 100 e 150 passageiros que chegam a Tóquio depois de realizar vôos de longa distância são tratados todo ano devido à síndrome, causada, acredita-se, pelos grandes períodos de imobilidade em assentos apertados.

Dos passageiros tratados todo ano, entre 50 e 60 casos são considerados sérios, disse Toshiro Makino, chefe da Nova Clínica do Aeroporto Internacional de Tóquio.

As longas horas em assentos apertados causariam trombose aguda, ou a formação de coágulos no sangue. O mal pode ser fatal se os coágulos atingirem o coração ou os pulmões.

A síndrome chegou aos jornais em outubro, depois de uma britânica de 28 anos ter entrado em choque e ter morrido ao final de um vôo de 20 horas.

Sua morte, em um aeroporto da Grã-Bretanha, levou os parlamentares do país a criarem um comitê para analisar a questão. Foi sugerido que as companhias aéreas advertissem os passageiros sobre os riscos da doença.

Os pesquisadores, porém, ainda não parecem totalmente convencidos de que os vôos de grande duração sejam a causa da formação dos coágulos. Não obstante, Makino afirmou que os passageiros deveriam ser aconselhados a tomar medidas preventivas, como beber água e evitar a consumo de bebidas alcoólicas, a fim de combater uma eventual desidratação.

Copyright © 2000 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: