Publicidade

Notícias de saúde

Campanha Anti-Aids Para Caminhoneiro Será Lançada na Quarta

SÃO PAULO (Reuters) - Frente à vulnerabilidade dos caminhoneiros à infecção com HIV, o ministro da Saúde, José Serra, lançou na terça-feira a primeira campanha contra a Aids direcionada a esses profissionais.

A partir de quarta-feira, será veiculada, em emissoras de TV e rádio durante 30 dias, uma propaganda direcionada a cerca de 1 milhão de caminhoneiros que cruzam diariamente as estradas brasileiras.

De acordo com o ministério, uma pesquisa realizada no Porto de Santos (SP), em 1998, revelou que os caminhoneiros estão vulneráveis à infecção com o HIV, vírus que causa Aids, e outras doenças sexualmente transmissíveis (DSTs).

A pesquisa indicou que 1,3 por cento dos caminhoneiros era portador do HIV -- o dobro da incidência nacional de 0,56 por cento -- e 8,3 por cento tinham sífilis.

Além disso, os caminhoneiros têm pouca percepção de risco em relação à Aids e outras DSTs e cerca de metade deles admitiu não usar preservativo nas relações eventuais, segundo a pesquisa.

A nova campanha, que associa a segurança da carga transportada à segurança do sexo com camisinha, também será veiculada em outdoors em rodovias nacionais e contará com a distribuição de materiais educativos.

De acordo com o ministério, a partir do dia 10 de janeiro, a campanha também será realizada nas rodovias, com 17 pontos estratégicos em todo o país. Nesses locais, durante seis meses, além de informações sobre DST e Aids, os caminhoneiros serão orientados sobre sono e direção, pressão sanguínea alta e diabete.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: