Publicidade

Notícias de saúde

Cafeína Aumenta Risco de Aborto, Revela Estudo

ESTOCOLMO (Reuters) - Beber mais que quatro xícaras de café por dia durante os primeiros meses de gravidez pode dobrar as chances de aborto para uma mulher, mostra um estudo sueco.

"Constatamos que a cafeína aumenta o risco de aborto em uma gravidez que, tirando este fator, resultaria em um feto perfeitamente saudável", disse o professor Sven Cnattingius, chefe do estudo, do Instituto Karolinska.

"A quantidade de cafeína encontrada em cerca de quatro xícaras de café pode dobrar o risco de aborto", disse Cnattingius.

"No início da gravidez, as mulheres deveriam consumir o mínimo de cafeína possível, embora eu não possa dizer quais sejam os níveis seguros", ele acrescentou.

Cnattingius estudou os hábitos de 562 mulheres suecas que tiveram um aborto natural entre a 6a e a 12a semana de gravidez, comparando com um grupo de 953 mulheres que deram à luz a bebês saudáveis.

O estudo examinou a ingestão da cafeína em café, chá e refrigerante.

Outros fatores de risco, como cigarro, idade, abortos anteriores e enjôo matinal também foram considerados.

O estudo será publicado no New England Journal of Medicine desta semana.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: