Publicidade

Notícias de saúde

Revolução de Testosterona é Necessária para Homens Mais Velhos

Por Anne Harding

NOVA YORK (Reuters Health)
- Um dia, suplementos de testosterona poderão ajudar os homens a se manter em forma, ativos e felizes em uma idade mais avançada, assim como o estrogênio dá vitalidade às mulheres depois da menopausa, sugeriu um médico.

Entre os 20 e 70 anos de idade, os níveis de testosterona de um homem podem cair até 50 por cento. Um número crescente de médicos se refere a esse declínio como "andropausa", análogo à menopausa nas mulheres.

A terapia de reposição hormonal para homens permanece polêmica. Alguns pesquisadores acreditam que a testosterona extra poderia estimular o desenvolvimento do câncer de próstata e o uso ilícito de hormônios por halterofilistas e outros atletas também têm manchado a imagem do hormônio.

Conforme Malcom Carruthers, a suplementação de testosterona cuidadosamente monitorada para homens com deficiência de hormônio é segura e traz muitos benefícios para saúde.

"É bom não apenas para a próstata, mas também para o coração e a circulação, previne a osteosporose e tem muitos benefícios -- como possivelmente evitar Alzheimer -- que a terapia de reposição hormonal feminina possui", Carruthers, clínico e patologista químico particular em Londres, disse à Reuters Health.

Carruthers criou uma organização, a Andropausve Society, para estudar e apoiar a pesquisa nesta área. Ele também é consultor da AndroScreen.com, um site que oferece informação sobre exames para detectar a deficiência de testosterona e obter tratamento, além de estar trabalhando na formação de uma rede mundial de médicos treinados para tratar a deficiência de testosterona.

De fato, uma quantidade crescente de evidências apóia a idéia de que suplementos de testosterona para homens com baixos níveis do hormônio poderiam fortalecer ossos, aumentar a massa muscular, melhorar as funções cognitivas e a libido e combater a depressão, segundo Natan Bar-Chama. Bar-Chama é diretor do departamento de medicina reprodutiva masculina e cirurgião da Escola de Medicina Monte Sinai, em Nova York.

"O campo da andropausa está no seu estágio inicial", disse o pesquisador de Nova York à Reuters Health. "Se comparados aos estudos sobre menopausa, temos um atraso de uma década", disse Bar-Chama. O pesquisador espera que o interesse nesta área aumente dramaticamente num período de cinco a dez anos.

Embora estudos de longo prazo sobre os riscos da suplementação com testosterona ainda não estejam completos, Bar-Chama disse que os resultados preliminares não sugerem que a suplementação provoque um aumento do risco de câncer de próstata.

Novos tipos de gel de testosterona e adesivos têm tornado a suplementação mais segura, acrescentou Bar-Chama. Esses medicamentos aumentam a testosterona, mas não além nos níveis fisiologicamente normais, como as pílulas e injeções podem fazer.

Decidir quem pode ser beneficiado pela testosterona exige a observação de sintomas e análise dos níveis do hormônio.

Os níveis de testosterona variam de uma pessoa para outra e um homem com níveis normais pode ter sintomas de deficiência. Estes sintomas incluem depressão, perda de interesse sexual, função mental fraca, osteosporose e redução da força muscular, segundo Carruthers.

É preciso avaliar vários fatores como a porcentagem de gordura e músculo, densidade dos ossos, função mental e performance sexual para determinar se um homem precisa de testosterona extra, disse Bar-Chama.

O benefício da testosterona na redução da gordura e no aumento da massa muscular não é apenas cosmético, observou o pesquisador. Reduzir a gordura e aumentar a massa muscular pode ajudar a evitar ou conter o progresso de doença cardíaca.

"Existem muitos homens que podem se beneficiar da suplementação com testosterona", disse Bar-Chama. "Existem grandes benefícios, mas também há riscos", explicou o especialista.

Com o desenvolvimento do campo da andropausa, prevê Bar-Chama, os médicos vão definir melhor riscos e benefícios e começar a reduzir estes riscos da mesma forma que os pesquisadores que trabalham com a menopausa diminuíram os efeitos colaterais da suplementação com estrogênio.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: