Publicidade

Notícias de saúde

Criadores da Dolly vão Produzir Galinhas Para Combater Câncer

Por Patricia Reaney

LONDRES (Reuters)
- Os cientistas escoceses criadores da ovelha Dolly, o primeiro mamífero clonado do mundo, anunciaram na quarta-feira um acordo com a empresa de biotecnologia norte-americana Viragen para produzir galinhas cujos ovos poderão ser fonte para o desenvolvimento de drogas.

Helen Sang, do Instituto Roslin, em Edimburgo, Escócia, disse que o acordo irá combinar a tecnologia de transferência nuclear usada para criar Dolly com a experiência da Viragen no desenvolvimento de proteínas anticâncer.

"A essência desse projeto é criar galinhas que produzam ovos contendo novas drogas para tratar diversas doenças graves, incluindo o câncer", afirmou Sang em um comunicado.

O Instituto Roslin já vem desenvolvendo vacas, ovelhas, cabras e coelhos para fornecer proteínas para drogas em seu leite, mas pássaros geram um processo de produção mais barato, mais rápido e virtualmente ilimitado, através de ovos.

"Esse esforço colaborador está sendo feito para possibilitar a produção de uma grande variedade de drogas em maior volume e a um custo mais baixo quando comparada aos métodos de produção convencionais", explicou Gerald Smith, da Viragen.

Estima-se que a as galinhas geneticamente modificadas ponham cerca de 250 ovos, contendo proteínas para drogas, por ano.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: