Publicidade

Notícias de saúde

Método Brasileiro Ajuda a Diagnosticar Doença de Parkinson

SÃO PAULO (Reuters) - Uma combinação de dois exames que avaliam padrões de tremor vocal, utilizada pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), pode ajudar a diagnosticar com maior precisão a doença de Parkinson.

"Esses são exames auxiliares que contribuem no diagnóstico mais preciso e, portanto, no tratamento mais específico da doença, melhorando a qualidade de vida do paciente", disse na terça-feira Onivaldo Cervantes, professor da disciplina de Otorrinolaringologia e chefe do setor de Cirurgia de Cabeça e Pescoço da Unifesp, à Reuters.

Cervantes explicou que o novo método corresponde ao estudo dos distúrbios da voz e fala, por meio de um laboratório de voz, e de um exame para visualizar as cordas vocais, chamado telelaringoestroboscopia.

"Os exames são aplicados em conjunto com o exame clínico neurológico", destacou Cervantes, acrescentando que o exame clínico avalia o comprometimento da doença, de acordo com a postura, tremor, deglutição, entre outros.

A descoberta de Cervantes é resultado de seu estudo, apresentado em novembro na Unifesp, envolvendo 86 pessoas de 45 a 90 anos. Entre os integrantes da pesquisa realizada durante um ano, 43 pacientes eram portadores da doença de Parkinson e 43, pessoas saudáveis.

"Através da telelaringoestroboscopia, verificamos que dos 43 pacientes com a doença, quase 80 por cento apresentaram algum tipo de tremor na laringe, sendo cerca de 65 por cento nas cordas vocais", afirmou Cervantes.

Já no grupo sem a doença, não foi observado nenhum tipo de alteração, apenas a atrofia das pregas vocais que ocorre com a idade, segundo Cervantes.

A doença de Parkinson resulta da deficiência da produção de dopamina, substância química importante na transmissão de mensagens relacionadas ao movimento.

"Seus principais sintomas são tremores nos membros ou nas extremidades, alterações na postura e no equilíbrio e dificuldade de comunicação e deglutição", disse Cervantes, acrescentando que os tremores e vibrações nas cordas vocais são típicos da doença.

MICROCÂMERA DETECTA POSSÍVEIS TREMORES

O médico explicou que, durante o estudo dos distúrbios de voz e fala, a voz do paciente é analisada através de um equipamento computadorizado, que extrai dados objetivos da voz, como medidas de frequência, amplitude, tremor, ruído e turbulência vocal.

De acordo com Cervantes, na telelaringoestroboscopia, um pequeno dispositivo com uma câmera minúscula em sua extremidade é introduzido na cavidade oral do paciente, permitindo a visualização da laringe, inclusive das cordas vocais, e a detecção de possíveis tremores ou outras doenças associadas.

"Com a realização desses exames, podemos estabelecer parâmetros acústicos de comparação entre frequência, amplitude, ruído e tremores da voz, além de visualizar qualquer tremor na corda vocal ou laringe", disse o médico.

"Além de ajudar no diagnóstico e tratamento, o novo método permite quantificar a melhora com o tratamento ou a progressão da doença", afirmou Cervantes.

De acordo com Cervantes, estimativas indicam que cerca de 1 por cento da população dos EUA sofrem com a doença, num total de 1,5 milhão de pessoas com a doença de Parkinson.

"São diagnosticados 20 casos novos por ano para cada grupo de 100.000 indivíduos. E cerca de 89 por cento dos pacientes apresentarão algum tipo de distúrbio da voz ou da fala durante a doença", acrescentou Cervantes.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: