Publicidade

Notícias de saúde

Brasil: Substância Promete Proteção Contra o Fotoenvelhecimento

São Paulo, 5 de Dezembro de 2000(eHLA). Para os dermatologistas, a proteção contra o fotoenvelhecimento, ou seja, o efeito nocivo dos raios solares na pele, deve começar na infância, com a aplicação de filtros e vitaminas. O medicamento Parsol 1789 promete ser a arma mais eficiente contra os raios UVA. Aprovado pelo FDA (Food and Drugs Administration) a substância já está sendo utilizada em algumas marcas de cosméticos brasileiras. “Muitos protetores solares até ajudam a prevenir os efeitos prejudiciais do sol, mas não totalmente, já que boa parte só é eficaz contra os raios UVB”, explica a dermatologista Ana Paula Gomes Meski.

O Perigo dos UVA

Só para se ter uma idéia da intensidade dos raios ultravioleta do tipo A, os vidros dos carros detêm 90% dos raios UVB, mas apenas 30% dos UVA. Além disso, os UVA não provocam nenhum sinal de alerta na pele em caso de exposição excessiva, já que é incapaz de produzir o vermelho característico da queimadura solar, como ocorre com o UVB. “A radiação solar danifica a pele alterando a estrutura das fibras de colágeno e elastina, resultando em flacidez, rugas e perda da elasticidade. Além disso, propicia o aparecimento de manchas como sardas e melanoses, que têm difícil tratamento”, diz Ana Paula. O aparecimento de rugas e manchas na pele ocorre principalmente por exposições excessivas aos raios solares, sem o uso de filtros solares com proteção para UVA. Os cremes a base de vitamina A podem atenuar estes efeitos. “A prevenção deve começar o mais cedo possível, ainda na infância”, complementa. A vitamina A em creme, tem a capacidade de estimular a divisão celular e a formação de colágeno, melhorando a elasticidade da pele e reduzindo a formação de rugas induzidas pela radiação UV.

Copyright © 2000 eHealth Latin America

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: