Publicidade

Notícias de saúde

Brasil: Seminário Discute o Combate a LER : Lesões por Esforços Repetitivos

São Paulo, 30 de Novembro de 2000(eHLA). Estratégias para combater as lesões por esforço repetitivo (LER) serão debatidas em seminário promovido nesta sexta-feira pela Secretaria de Saúde do Rio de Janeiro na Fundação Oswaldo Cruz, no prédio da Escola Nacional de Saúde Pública. Segundo a Organização Mundial da Saúde, de cada 100 trabalhadores do Estado de São Paulo, um apresenta algum sintoma relacionado a esse mal. E o pior é que o problema costuma se manifestar no auge da carreira profissional, entre 30 e 40 anos.

A LER (lesão por esforço repetitivo) não é uma doença em si. É a classificação de um conjunto de males provocados pela atividade que a pessoa executa durante o trabalho. Esses problemas afetam o chamado sistema muscular-esquelético, que engloba os membros superiores, os inferiores, a coluna cervical e a lombar. Entre as doenças classificadas como LER estão a tendinite, que é a inflamação dos tendões, a cervicalgia e a epicondilite – respectivamente, dor no pescoço e no cotovelo.

Sintomas e Tratamentos Alternativos

Cansaço, diminuição da força física, dor ao efetuar certos movimentos e até sensação de formigamento. Esses são avisos que o organismo dá indicando que a musculatura está sobrecarregada pela atividade do dia-a-dia. Em geral os sintomas têm a ver com problemas nos braços e no pescoço. Mas, dependendo do trabalho exercido pelo indivíduo, pernas e outras partes do corpo acabam afetadas. "Em tese, a LER é capaz de prejudicar qualquer ponto do sistema muscular-esquelético", diz a ortopedista Miriam Romano, do Centro de Dor do Hospital das Clínicas de São Paulo.

Acupuntura e massagens orientais, como o do-in e o shiatsu, podem auxiliar no tratamento da doença. "Elas ajudam a aliviar a dor", garante Miriam. Segundo ela, com estímulos na pele, essas técnicas agem no sistema nervoso central fazendo com que ele libere substâncias químicas com poder analgésico, como a endorfina. A eficácia será maior, porém, se a terapia começar na fase inicial do problema, podendo paralisar por completo o processo de degeneração dos músculos e dos tendões.

As inscrições para o seminário são gratuitas e podem ser feitas através dos endereços eletrônicos: pstrab@saude.rj.gov.br ou fsueli@saude.rj.gov.br

Copyright © 2000 eHealth Latin America

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: