Publicidade

Notícias de saúde

Nicotina de Adesivo Pode Virar Substância Cancerígena no Corpo

NOVA YORK (Reuters Health) - A nicotina de cigarros, de adesivos ou gomas de mascar pode ser convertida pelo organismo em substâncias químicas que causam câncer de pulmão, sugerem resultados de um estudo.

Stephen Hecht e sua equipe, do Centro de Câncer da Universidade de Minnesota, em Minneapolis, identificaram duas formas de nicotina na urina que sugeriram uma forma particular do organismo de quebrar a substância que causa dependência.

Essa forma leva à produção de uma substância química chamada aminocetona que contribui diretamente na formação de NNK, uma causa específica do tabaco do câncer de pulmão, de acordo com o estudo na edição de 24 de outubro de Proceedings of the National Academy of Sciences.

Os pesquisadores confirmaram essa possibilidade demonstrando, em diversos experimentos em laboratório, que enzimas humanas podem ser usadas em laboratório para produzir aminocetona a partir da nicotina.

Além disso, células hepáticas humanas podem converter nicotina em aminocetona, que foi quebrada em uma das substâncias que Hecht e sua equipe identificaram na urina humana.

Os cientistas afirmam que, na verdade, não identificaram o NNK durante esses experimentos em laboratório, mas que a aminocetona deve ser imediatamente convertida em NNK no corpo.

"Estas considerações levam à possibilidade realística de que o NNK pode ser formado...em pessoas que usam produtos que levam tabaco, resultando em uma exposição a este substância carcinógena acima e além das quantidades já presentes nestes produtos", concluem Hecht e sua equipe.

"Também pode ser possível que o NNK possa ser formado...durante a terapia de reposição de nicotina, particularmente sob condições de terapia de longo prazo", acrescentaram os pesquisadores.

Hecht disse à Reuters Health que essas descobertas não devem fazer com que pessoas abandonem a terapia de reposição de nicotina.

"A terapia de reposição de nicotina é muito melhor do que o fumo", afirmou Hecht, "mesmo que seja formado algum NNK. Para a terapia de reposição de nicotina de longo prazo, não sabemos. Pode haver alguns riscos envolvidos, mas é impossível, neste ponto, dizer quantos, ou se existem".

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: