Publicidade

Notícias de saúde

Sexo Antes de Competir não Afeta Desempenho do Atleta

Por Amy Norton

NOVA TORK (Reuters Health) - Superstições de atletas à parte, provavelmente, ter relações sexuais na noite antes de um jogo importante tem pouca relação com quem ganha ou perde, afirmam cientistas.

Parece que a tradição de jurar não praticar sexo antes de uma competição crucial não tem o suporte de qualquer evidência médica. Pelo menos, não existe evidência de que sexo antes do jogo cause efeitos físicos condenáveis, de acordo com pesquisadores da Universidade McGill, em Montreal, Canadá.

De acordo com Ian Shrier, atletas profissionais continuam a se abster de sexo, na esperança de obter vitória.

Na edição de outubro de Clinical Journal of Sports Medicine, Shrier e Samantha McGlone destacam que muitos atletas, de jogadores de futebol americano e corredores olímpicos, adotaram uma política de não praticar sexo na véspera de uma grande competição.

Outros ainda disseram que o problema não é o sexo, mas o fato de "ficar acordado a noite toda".

Os escassos estudos científicos sobre o possibilidade do sexo esgotar a proeza física de atletas apresentaram descobertas negativas, disse Shrier à Reuters Health.

Não há evidência de que o sexo afeta a energia, a resistência, o equilíbrio, o tempo de reação ou qualquer outra medida de atletismo do esportista.

Shrier destacou que isso não significa que o sexo não tenha efeitos psicológicos. Ele pode, por exemplo, afetar os níveis de agressividade dos atletas -- algo que pesquisadores ainda precisam estudar.

Se o sexo afeta a agressividade, ele pode não ser, necessariamente, uma coisa ruim, de acordo com Shrier. "Algumas pessoas são naturalmente muito agressivas e o sexo pode causar relaxamento nestas pessoas", disse o pesquisador. "Portanto, nestes casos, ele pode ajudar."

Por outro lado, atletas que precisam aumentar sua agressividade podem conseguir isso com a frustração de uma noite sem sexo.

Shrier afirmou que, apesar dessa possível relação entre sexo e agressividade, não se sabe ao certo se a relação sexual antes de competições contribui para a vitória ou derrota.

"Não estou declarando que todos devem praticar sexo antes de um jogo", destacou Shrier. Mas, "não acredito que isso irá fazer diferença", acrescentou o pesquisador.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: